terça-feira, 10 de outubro de 2017

BORRAZÓPOLIS - Tráfico de drogas preocupa Comunidade Escolar

           Recentemente nossa reportagem recebeu informações que o tráfico de drogas estava sendo praticado de forma vexatória no Calçadão de Borrazópolis, local onde estão instaladas as escolas:   Dom Bosco (Municipal),  Humberto de Alencar Castelo Branco e José de Anchieta, as duas últimas da rede estadual de ensino. Segundo testemunhas, no portão de entrada  da Humberto de Alencar, é comum visualizar uma ou duas menores repassando buchas de entorpecentes, mas elas não estão sozinhas, pelo menos mais três jovens também fazem o mesmo em plena luz do dia.  "Esses dias eu fui levar meu filho na escola e flagrei uma funcionária da Escola, a qual eu dou meus parabéns, brigando com os traficantes e pedindo para eles se retirarem, porque se não ela chamaria a Polícia. Uma servidora pública, muitas vezes, mal paga pelo Estado, arriscando sua segurança por nossos filhos", disse um pai de aluno.   Nossa reportagem falou com o Conselho Tutelar, o qual intensificou ações e também solicitou apoio da Polícia Militar.  Após isto, todos os dias a viatura é vista no local, principalmente às 13:30 horas, que é o horário de entrada dos alunos do período da tarde.  Segundo informações, as autoridades tem conhecimento de quem está traficando, mas é o chamado "Tráfico Formiguinha", onde várias indivíduos, geralmente menores, saem com pequenas quantidades e fazendo o comércio. Em caso de abordagem, devido a pouca quantidade, dificilmente a Polícia Civil caracteriza como tráfico.  "Infelizmente é de desanimar, parece que está tudo perdido. Adolescentes, jovens e crianças, com um futuro brilhante, mas que se aventuram no mundo das drogas por um motivo o outro. A sociedade e as autoridades precisam se unir no combate, ou a "peste" chamada tráfico, vai continuar arrasando vidas", disse o repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau", ao denunciar o fato pela Rádio Nova Era. Também apuramos que recentemente uma das menores, que trafica no local, repassou a substância ilegal para um aluno ou aluna, que passou mal e caso chegou ao conhecimento do Conselho Tutelar, mas por se tratar do envolvimento de menores, ninguém quis informar mais detalhes para o Blog do Berimbau. Com a presença da Viatura da PM, situação ficou mais tranquila. Na foto é possível visualizar os soldados: Ivan e Taza, que fazia patrulhamentos na região, no dia 10 de outubro, de 2017. 

3 comentários:

  1. De menor trabalhar e crime
    Traficar não
    Bem esse e nosso país
    Com 10 anos ja deveria trabalhar 4 hrs por dia
    De trabalhar ninguem morre
    Mais trafico mata a família inteira

    ResponderExcluir
  2. Matéria bosta comentário lixo... alcapone só foi quem foi por causa da proibição do álcool, não sérvio para aprender que proibição não resolve, seus ignorante, estúpidos, sem cultura, mal influenciado por uma mídia vendida para indústria farmacêutica, abre o olho zé po vim.

    ResponderExcluir
  3. Qual o erro nesta foto?

    resposta;

    (A) O concreto da calçada é cinza
    (B) A viatura esta estacionada em cima da calçada

    ResponderExcluir