sábado, 14 de outubro de 2017

DIA DO PROFESSOR

Dia 15 de Outubro, o "Dia do Professor",  com lembranças do confronto ocorrido no  Centro Cívico 

Ernesto Siqueira 
   (Artigo de Ernesto Siqueira)      15 de outubro é consagrado o “Dia do Professor”. A data foi escolhida a partir de um Decreto Imperial editado há 190 anos. Desse ponto cabe uma reflexão considerando que há época o professor era mais valorizado. Mesmo assim, a homenagem só foi reconhecida em 1963. Essa mesma data também é evocada ao nascimento da sua protetora, Santa Terezinha D’avila, que nasceu na Espanha em 1515 e que no século XX o papa João Paulo VI, lhe conferiu o título nobiliárquico de doutora das letras da igreja.   No Paraná, o  15 de outubro,  mesmo depois de um ano e 169 dias, na maioria dos Municípios está sendo lembrado com melancolia, tristeza e pouca empolgação, pois ainda há professores(as) com sequelas do massacre de 29 de abril de 2016. MASSACRE que deve ser escrito em caixa alta, para que erros dessa natureza não sejam repetidos no futuro. Até porque o objetivo das autoridades era intimidar professores e funcionários, que estavam realizando um movimento pacífico, e que apenas reivindicavam justiça.   Nesse episódio, os executores usaram tática de combate ao terrorismo, considerando que o ataque foi idealizado, estudado e executado, haja vista o poderio bélico e os disparos feitos aleatoriamente, porém os profissionais da educação, mais uma vez tiveram bom senso, boa fé e inteligência, recuando a fim de proteger suas vidas e, seus instrumentos de luta na faina diária de semear o saber, que era e é: “Giz e apagador”. E não poderia faltar a logística é claro, que era um pequeno embrulho com pão, mortadela e uma garrafa com água. “Disponível na internet de todo o Globo Terrestre”.   Professor (as) são aqueles profissionais que recebem nossos filhos ainda na tenra idade e os acompanham, no mínimo, até o doutorado e pós-doutorado. E, nessa travessia, é mestre, pai, mãe, conselheiro e psicólogo. Considerando que não são raras às vezes que, em sala de aula alguns alunos apresentem sinais de serem portadores de necessidades especiais de audição, visão e outras síndromes quaisquer, que o mestre ao perceber procura a direção da instituição, psicóloga, fonoaudióloga ou até mesmo o médico. E é oportuno dizer que, para isso, muitas vezes extrapolam os horários normais de trabalho em detrimento ao seu descanso e, inclusive o convívio com seus familiares.  Na Finlândia e em vários países, os professores são valorizados em todos os seguimentos da sociedade, pois é status ser profissional da educação.  No Brasil é prazeroso exercer o ofício de ensinar, pois além do aperfeiçoamento continuado, ainda há os desafios constantes. Pois tem que ensinar alunos da era digital que merecem respostas imediatas. E, que em face disto, o mestre tem que planejar aulas inteligentes e motivadoras para fazer a diferença. Homenagem póstuma à heroína de Janaúba-MG, professora “Helley Abreu Batista”, que com sua bravura e destemor salvou 25 crianças. Lutou com o criminoso, mas foi vencida pelas chamas que levaram o que ela tinha de mais precioso. A própria vida.  Parabéns a todos os professores e professoras pelo dia 15 de outubro, e parabéns adiantados para os professores (as) Diretores de Escolas que, no Paraná, será comemorado no próximo dia 12 de novembro.  (De Ernesto SIQUEIRA, Rosário do Ivaí, para o Blog do Berimbau)

2 comentários:

  1. Parabéns Ernesto Siqueira, pelas singelas e doloridas palavras, para descrever a profissão de PROFESSOR/A no Brasil em especial no Paraná, onde somos tratados muitos vezes piores que bandidos...



    ResponderExcluir
  2. Rafael eu agradeço pelo comentário, também sou professora e estava no dia 29 de abril onde sofremos um dos piores ataques desse Desgoverno. Sou filha do Sr Ernesto. Abraço

    ResponderExcluir