03/03/2021

APUCARANA - Entrada do “João Paulo” ganha projeto de duplicação

  A G2S Engenharia, empresa contratada pela Prefeitura de Apucarana, iniciou nesta terça-feira (03/03) a elaboração do projeto de duplicação entre a entrada do Núcleo Habitacional João Paulo e as imediações do 10o Batalhão da Polícia Militar. O trecho de cerca de 2,5 quilômetros contará ainda com canteiro central, ciclovia e soluções para garantir o fluxo contínuo, como rotatórias e ainda uma passagem de nível. O prefeito Junior da Femac percorreu o trecho acompanhado dos técnicos da G2S, os engenheiros civis Gustavo Sangiorgi Nunes e Mateus Galdino da Silva. Também participaram da visita técnica a engenheira Ângela Stoian, secretária municipal de Obras, e o superintendente municipal de Trânsito, Carlos Mendes. Junior da Femac lembra que o Município realizou uma licitação, com a participação de concorrentes de todo o Brasil, e a G2S foi a empresa vencedora. “Estamos investindo R$ 172 mil de recursos próprios neste projeto de engenharia. A empresa vencedora é de Curitiba e tem prazo de quatro meses para concluir o projeto, que depois deverá ser aprovado pela Viapar e também pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER)”, explica Junior da Femac. A obra, com custo estimado entre R$ 5 milhões e R$ 6 milhões, deverá ser executada com recursos do Governo do Estado. “Temos o compromisso do governador Ratinho Junior com essa obra, que vai integrar Apucarana com todo o fluxo que vem de Maringá e Vale do Ivaí. Será uma bela entrada e que vai estar em sintonia com o momento de desenvolvimento que Apucarana vive”, frisa Junior da Femac. De acordo com o engenheiro Mateus Galdino, da G2S, o projeto será elaborado pensando em soluções que contemplem o fluxo de veículos, caminhões, motos, ciclistas e pedestres. “Temos um grande desafio. Além da duplicação para melhorar o fluxo de veículos, também projetar uma entrada bonita da cidade. Inicialmente, estamos pensando em uma grande rotatória, com espaço para eventualmente um monumento e área de lazer. Também deverá integrar o projeto um canteiro central, passagem de nível e uma ciclovia”, cita o engenheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA