27/03/2021

APUCARANA - Seis furtos, em dois deles, acusados acabaram presos

    No dia 26 de março, na Rua Desembargador Clotário Portugal, uma moradora deixou sua motocicleta, Honda CG 150,  e  modelo Fan, na cor prata, estacionada em frente ao edifício Manaus, por volta das 20 horas, e, ao sair, pela manhã, entorno das 07h30min, percebeu que sua motocicleta havia sido furtada. FURTO 2 - Na Rua Ícaro, na Vila Nova II, um vigilante noturno, ao voltar para a casa, deparou com a porta da sua residência arrombada. Levaram apenas uma Televisor. FURTO 3 - Dois jovens, de 23 e 27 anos, foram detidos, na Av. Curitiba, após furto em Supermercado. Uma funcionária visualizou os dois rapazes furtando alguns produtos e escondendo em suas vestes, e com ajuda de outros funcionários, imobilizaram os dois autores, que estava com os produtos furtados. Eles furtaram chocolates, salames e um litro de Whisky, mas tentaram sair pagando apenas uma melancia. Ambos foram levados para a Delegacia. FURTO 4 - No dia 26 de março, na Rua Albin S. Zobisch, no Jardim Itália, a vítima saiu do local, por volta de 14 horas, e, ao retornar, por volta das 18 horas, encontrou a porta da frente arrombada e a casa toda revirada. Levaram TV, Notebook e videogame. FURTO 5- No dia 26 de março, à noite, na Rua Rio Floriano, no Bairro Papa João Paulo I, a vítima, que é da cidade de Mandaguari, negociou CPU de seu computador no Facebook e veio até a cidade de Apucarana para mostrar ao comprador. Chegando ao endereço, um rapaz atendeu a vítima, pegou o aparelho dizendo que iria testar e que já retornaria, porém não retornou e subtraiu o CPU, tomando rumo ignorado. O furto, praticado em forma de golpe, se tornou comum em Apucarana. Vários já foram registrados. Geralmente o meliante fica na frente de uma casa, dando a entender que ali é seu endereço. FURTO 6 - O último furto, foi no dia 27 de março, às 00h55min. Neste caso, um jovem, de 18 anos, e um menor, de 15 anos, foram detidos, na Rua Bandeirantes. Houve denúncias, que ele tinha sido vistos em atitude suspeita. Ao passar pelo local, a viatura percebeu um deles pulando o muro do cemitério. Abordados, confessaram que havia arrombado uma loja no terminal urbano e escondido os objetos em um túmulo. Tudo ficou revelado, o dono da empresa foi acordado e o boletim encaminhado a Polícia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA