16/03/2021

COVID - COMPRAR VACINA É DEVER DO GOVERNO FEDERAL

Em reunião, associações respeitam ações dos prefeitos contra covid, e avaliam que compra e distribuição de vacinas deve ser do Governo Federal
A diretoria da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) se reuniu com os representantes das 19 associações regionais de municípios, em 16 de março, de 2021
, para tomar posição sobre a compra e a distribuição de vacinas contra a covid-19 pelos consórcios de prefeituras, autorizadas pelo STF (Supremo Tribunal Federal). O secretário-executivo da FNP (Frente Nacional de Prefeitos), Gilberto Perre; e o diretor-geral da Secretaria Estadual de Saúde, Nestor Werner Junior, participaram do encontro. O entendimento geral dos dirigentes das associações foi de respeito às ações individuais dos prefeitos ou associações contra a covid, mas também de que a tarefa de fazer a compra e a distribuição das vacinas deve ser exclusivamente do Governo Federal, por meio do SUS (Sistema Único de Saúde) e do PNI (Plano Nacional de Imunização), segundo informou o presidente da AMP e prefeito de Jesuítas, Junior Weiller. “Os municípios são os entes federados que mais sofrem com a pandemia. Nós temos que seguir o PNI e confiar na logística do SUS, um dos melhores sistemas de saúde do mundo. O PNI deu certo no combate a outras pandemias, como a poliomielite, a varíola e o sarampo”, comentou. RESPEITO ÀS AÇOES DOS PREFEITOS CONTRA COVID Junior Weiller afirmou que a AMP e as associações respeitam e valorizam todas as ações desenvolvidas por prefeitos, associações e lideranças municipalistas para amenizar as causas da covid-19. “Estas iniciativas devem ser respeitadas e valorizadas”, comentou. E esclareceu que a postura da Diretoria da AMP sobre o tema é clara: “A responsabilidade pela compra e distribuição de vacinas é do Governo Federal. Vamos seguir o PNI”, disse o presidente. Os prefeitos discutiram ainda o novo decreto do Governo do Paraná relativo à covid-19 e a proposta de que as medidas sejam unificadas entre os três Estados do Sul. As lideranças debateram também o transporte sanitário, que enfrenta problemas em algumas regiões, tema debatido por sugestão do presidente da Cantuquiriguaçu e prefeito de Laranjeiras do Sul, Berto Silva. O presidente da Comissão de Saúde da AMP e prefeito de Pitanga, Maicol Barbosa, defendeu ainda que os prefeitos unifiquem suas ações em defesa do distanciamento social e da restrição na aglomeração de pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA