01/03/2021

COVID - Mais 3 óbitos e 96 casos em Apucarana. Jandaia tem mais 12

APUCARANA -
A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) confirmou mais três óbitos e 96 novos casos de Covid-19 nesta segunda-feira (1º de março) em Apucarana. São agora 156 mortes provocadas pela doença e 6.481 resultados positivos para o novo coronavírus no município. O primeiro óbito é de um homem de 66 anos, que sofria de hipertensão arterial. Ele foi internado em 23 de fevereiro no Hospital da Providência (HPA) e morreu nesta segunda-feira (1º de março). O segundo óbito é de um homem de 60 anos, que também sofria de hipertensão arterial. Ele foi internado em 22 de fevereiro no “Providência” e morreu no domingo passado (28/02). O terceiro óbito é de uma mulher de 61 anos, que sofria de hipertensão arterial e diabetes. Ela foi internada em 14 de fevereiro no “Providência” e morreu também no domingo passado (28/02). Os 96 novos casos foram confirmados pelo Laboratório Central do Paraná (Lacen). São 41 homens (entre 1 e 66 anos anos) e 55 mulheres (entre 4 e 81 anos). Todos estão em isolamento domiciliar. Ainda segundo o boletim da AMS, Apucarana tem mais 257 suspeitas em investigação. O número de recuperados chega a 5.831. O Pronto Atendimento do Coronavírus soma 24.074 pessoas atendidas presencialmente desde o início da pandemia. O número de monitorados atualmente é de 1.213. Já foram testadas 27.961 pessoas, sendo 13.860 em testes rápidos, 11.722 pelo Lacen (RT-PCR) e 2.379 por laboratórios particulares (RT-PCR). São 14 pacientes de Apucarana internados, três na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 11 em leitos de enfermaria. O município tem 494 casos ativos da doença. JANDAIA - Em Jandaia, foram 12 casos confirmados, em 10 de março, total de acumulados: 1.513; hospitalizado: 2 adultos. No período de 15 de fevereiro, de 2021, à 26 de fevereiro, foram realizados 264 exames, sendo confirmado 97 Novos Casos, resultando assim uma Taxa de Positividade de 36,75%, onde, conforme Decreto Municipal, n° 7308 - enquadrando-se assim no risco moderado, o que resultante da taxa de positividade, composta por: Casos positivados na quinzena /dividido pelo número de testados da quinzena. Fontes: Departamento de Saúde/ Vigilância Epidemiológica/ e SESA/PR: saude.pr.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA