05/03/2021

LOCKDOWN - Comerciantes expuseram na vitrine o descontentamento com decreto

Na cidade de Reserva, que fica localizada na região Central do Paraná, um casal de comerciantes decidiu fazer protesto nas vitrines da própria loja, que comercializa roupas, calçados e acessórios. Segundo informações, a iniciativa deles, deve ser copiada por outros empresários da cidade, que foram afetados pelo Decreto Estadual, que determinou o fechamento geral do comércio não essencial, o chamado "Lockdown". Em algumas das frases, que constam nas vitrines, eles escrevem: "Não sou irresponsável, também perdi pai e irmão para o covid"; "Não somos essenciais?"; "Hoje é dia de pagar os impostos estaduais e colaboradores" e "Estão matando nossas empresas e nossos empregos".  Levantamento feito pelo Blog do Berimbau, em algumas cidades da região de Ivaiporã e Apucarana, aponta que, em alguns cidades, principalmente, as menores,  pouco mais de 30% do comércio teve que fechar as portas, já que o restante: oficinas, bares que vendem alimentícios, postos de combustíveis, restaurantes,  padarias, mercados, lanchonetes  e outros, são todos considerados essenciais. "Aqui em Borrazópolis, é um exemplo, fecharam somente lojas de roupas, calçadas, lojas de móveis e mais alguns seguimentos, o restante, tudo funcionamento normalmente", reclamou um empresário.  
As fotos  do caso Reserva, foram publicadas pelo comunicador João Lopes, do portal https://www.tanahorasul.com.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA