Páginas




 


22/04/2022

KLABIN - Inovação e tecnologia para o combate à dengue em Ortigueira

Com investimento da Klabin, Programa de Controle Natural de Vetores contribuiu para redução significativa no número de casos no município 
Ortigueira tem se tornado referência, no Paraná e no país, no combate ao mosquito da dengue. O município conta com o Programa de Controle Natural de Vetores (CNV), patrocinado pela Klabin, que consiste na soltura de machos do Aedes Aegypti, que passaram por um processo de esterilização em laboratório. Com esta iniciativa, Ortigueira teve apenas dois casos confirmados da doença desde agosto do ano passado até o momento, de acordo com o último boletim da Secretaria de Saúde do município. Enquanto isso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) declarou situação de epidemia de dengue no Paraná devido ao aumento do número de casos. Os dados apontam que em uma semana foi registrado o aumento de 39,86% nos casos confirmados, passando de 16.560 para 23.161, sem registro de novos óbitos. Na 21ª Regional de Saúde de Telêmaco Borba, que abrange sete municípios, a situação mais preocupante é em Tibagi, onde foram confirmados 256 casos de Dengue nos últimos nove meses. Em Ortigueira, o Programa de Controle Natural de Vetores está sendo desenvolvido desde novembro de 2020 pela Forrest Brasil Tecnologia, e conta com apoio da prefeitura municipal. Os mosquitos machos estéreis são liberados de duas a três vezes por semana nas áreas urbanas e rurais. Ao serem soltos, sem prejuízos ao meio ambiente, eles procuram as fêmeas selvagens para reprodução, que cruzam apenas uma única vez na vida. Assim, elas vão gerar ovos vazios que não darão origem a novos mosquitos. O resultado disso é a redução gradativa da população do Aedes aegypti. Vale destacar que a redução da população do mosquito (Aedes) não causa problema na natureza, pois a espécie é exótica no Brasil. Esse mosquito é originário da África. A população é uma importante aliada desse trabalho e deve manter os mesmos cuidados para eliminar qualquer material que possa acumular água e se tornar um criadouro do mosquito. Os números comprovam a eficácia dessa tecnologia. De agosto de 2020 a julho de 2021, apenas cinco moradores da cidade tiveram a doença, uma redução de 96% se comparado ao mesmo período anterior. “Quando decidimos investir no CNV, Ortigueira tinha uma alta incidência do mosquito da dengue e o número de casos confirmados era preocupante. Os dados comprovam a eficácia das ações desenvolvidas por este programa no combate à proliferação do Aedes aegypti”, ressaltou o diretor de Tecnologia Industrial, Inovação e Sustentabilidade da Klabin, Francisco Razzolini. Conscientização e educação - As equipes que desenvolvem as ações do Programa CNV também fazem um trabalho educativo com os moradores e em escolas do município. Atualmente, os estudantes do primeiro ano do Ensino Médio do Acampamento Maila Sabrina, do MST, estão participando do Projeto Brigada contra a Dengue. O objetivo é conscientizar os alunos para atuarem na comunidade, realizando ações para eliminar criadouros e possíveis focos de dengue. Todas as atividades contam com a participação dos Agentes Comunitários de Endemias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...