quinta-feira, 5 de outubro de 2017

POLÊMICA - População voltou a protestar na Câmara de Rosário do Ivaí

                 A REVOLTA CONTINUA             
A população continua revoltada com a "Comissão Processante" que tem o apoio de seis vereadores e pode cassar o mandato do prefeito. Para os manifestantes, tudo não passa de perseguição política  
VÍDEO - No link de vídeo, veja entrevistas com moradores e com os vereadores, enfim, uma nova matéria completa 
          Rosário do Ivaí viveu mais uma sessão da Câmara Municipal, marcada por polêmica e protestos contra um grupo de seis vereadores, liderados pelo presidente da Casa, o vereador Osmiranou Siqueira, o "Lustroso", do PT. Como já informamos, a insatisfação começou no dia 13 de setembro, de 2017, quando a reportagem do Blog do Berimbau noticiou que a Casa de Leis, aprovou um pedido de abertura de Comissão Processante (CP) com a finalidade de investigar  desvio de função. A denúncia foi apresentada por um funcionário público. A votação para abertura, teve 6 votos favoráveis e 3 abstenções. Foi também realizado o sorteio da comissão, entre todos os vereadores, ficando assim constituída: Valdecir Garcia Marques, PSDB, presidente; João Antônio Mercer Ribas, do PTB, relator; e Áureo da Silva Ramos, do PMDB, membro. Ao final, o relatório, terá que ser aprovado por pelo menos seis votos no plenário da Câmara, o que pode resultar em perda do mandato ao prefeito Ilton Shiguemi Kuroda, do PSC. Na sessão realizada no dia 27 de setembro, a casa de leis ficou lotada e os ânimos se alteraram. Clique AQUI para rever matéria da primeira sessão. SEGUNDA SESSÃO - Na segunda sessão, realizada no dia 04 de outubro, o repórter Sérgio Moura Oliveira, esteve acompanhando e representado a Rádio Nova Era e Blog do Berimbau. Segundo ele, todos os vereadores usaram o direito de se pronunciar. O vereador João do Licio, do PTB, questionou o pagamento de diárias ao Prefeito Kuroda, e fez comparações com municípios vizinhos. O vereador Valdecir, do PSDB, também tocou no assunto das diárias, momento em um cidadão de 63 anos se revoltou dizendo que o prefeito Kuroda fez o uso do benefício, mas que o valor foi irrisório diante dos mais de R$5.000.000,00 conquistados para o município. O clima ficou quente e o presidente da casa pediu para que o cidadão se retirasse, o que causou um momento de tensão. O vereador Cesar do Anísio, continuou observando que a CP - Comissão Processante tem erros na sua criação e que tudo não passa de um absurdo. Moradores, falaram a nossa reportagem, e todos saíram em defesa do prefeito. Para ouvir a matéria completa, clique no link de vídeo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário