terça-feira, 14 de novembro de 2017

APUCARANA - Autoridades cobram reconstrução de escadaria da Rumo

Passagem na Vila Apucaraninha foi destruída por maquinários durante remoção de vagões que descarrilaram e tombaram no dia 2 de outubro
Operários da empresa Rumo Logística iniciaram a recuperação de escadaria de alvenaria existente no final da Rua Osvaldo Cruz, no acesso à Vila Apucaraninha. A passagem, muito utilizada pelos moradores, foi destruída pelos maquinários da empresa durante remoção de cinco vagões, carregados de açúcar, que descarrilaram e tombaram no dia 2 de outubro. Na ocasião, residências quase foram atingidas, mas ninguém ficou ferido.   A falta da escadaria, frisa o vereador Lucas Leugi, tem prejudicado a travessia de moradores. “Em especial crianças, idosos e pessoas com dificuldade de mobilidade”, comentou. Ele diz que a cobrança de reconstrução já foi formalizada por ele em forma de requerimento, aprovado pelos demais vereadores. “Contudo ainda não recebemos uma resposta oficial, informando especialmente qual a previsão para conclusão”, relatou o legislador.  A empresa Rumo Logística é responsável pela exploração de ferrovias em todo o Brasil e é resultado de uma fusão com a ALL Logística. Além das autoridades, a recuperação da travessia vem sendo solicitada pela população. “Estamos atuando de perto na questão, exercendo a função de fiscalização, de porta-voz da população. Hoje, na companhia do prefeito, pudemos verificar a movimentação de alguns operários realizando a limpeza do local, removendo entulhos. Não vamos ficar tranquilos enquanto não vermos tudo recuperado”, disse Leugi.   O prefeito Beto Preto destaca que, paralelo ao requerimento do vereador Lucas Leugi, a administração municipal também tem defendido o pleito junto à concessionária. “Vamos acompanhar diariamente a evolução dos trabalhos e cobrar celeridade”, concluiu o prefeito.

Um comentário:

  1. Privatização no Brasil e sinônimo de golpe contra o patrimônio publico, quem adquire apos descarado jogo de propinas,ee camaradagem, usam ate sucatear aestrutura adquirida, quantos descarrikhamentos nos últimos anos, ou seja sucateou, olha a OI depois De mudar 3 vezes de dono em recuperação judicial depois de ter adiquidido o sistema todo pronto para era digital, pouco se investiu, e com pedido de perdão da dívida inclusive ao INSS, a vale sendo explorada por terceiros causou um dano irreversível em Mariana (subsidiária), infelizmente tem sim os cabides de emprego,

    ResponderExcluir