28/02/2010

As lições do Sisu

Especialistas e alunos apontam possíveis soluções a serem adotadas nas próximas edições do vestibular do EnemIvonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo / Por causa da indefinição,  Eliane Alves Machado desistiu de uma vaga na UTFPR para cursar Direito  com bolsa parcial

Depois dos transtornos provocados pelo adiamento da prova do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) continua testando os nervos dos estudantes. Criado para selecionar os aprovados em 51 instituições federais de ensino superior, o sistema eletrônico já demonstrou falhas em diversas etapas do processo e é alvo de críticas de candidatos, gestores e especialistas. O Sisu começou no fim de janeiro com pane na internet, mudou de regras em pleno funcionamento, não garantiu a certificação do ensino médio em todos os estados e antes da última etapa – as inscrições começam nesta segunda-feira, dia 1.º – ainda sobra boa parte das vagas disponíveis.

Até o fechamento desta edição ainda não existia um número oficial das vagas remanescentes em todo o país após a segunda etapa de classificação, finalizada às 20 horas de sexta-feira, com a conclusão do período de matrículas. Só na Universidade Tecno­lógica Federal do Paraná (UTFPR), a estimativa era que cerca de 40% das vagas ainda estariam disponíveis na 3.ª etapa, conforme mostrou reportagem da Gazeta do Povo. A possibilidade de os interessados passarem por três períodos de inscrições e só depois as universidades assumirem a classificação das chamadas complementares é uma das principais restrições apontada pelo pró-reitor de graduação e educação profissional da UTFPR, Maurício Alves Men­des. “Existe uma falha cronológica e lógica do sistema. A candidatura de alunos de outros estados com condições de serem aprovados retarda ainda mais a chamada de quem já poderia estar cursando aquela vaga”, diz.


Ampliar imagem

Por causa da indefinição, Eliane Alves Machado desistiu de uma vaga na UTFPR para cursar Direito com bolsa parcial

Segundo explica Mendes, grande parte das 78.124 inscrições recebidas pela UTFPR nas duas primeiras etapas partiu de candidatos de outros estados ou de estudantes que ainda não haviam concluído o ensino médio. Mendes não precisou quantas dessas inscrições estariam nessas condições e informou que a universidade só irá divulgar um balanço após a efetivação de todas as matrículas. “Não é necessário dar toda essa opção. Poderiam ser feitas uma ou duas etapas no Sisu e as outras chamadas ficariam a cargo das universidades, com base no ranking dado pelo próprio sistema”, afirma. O pró-reitor ainda ressalta que a UTFPR continuará a usar o Enem como única forma de ingresso, mas algumas restrições serão apresentadas ao Ministério da Educação (MEC).

A demora para esgotar todas as chances de entrar na UTFPR fez com que a estudante Eliane Alves Machado, 36 anos, desistisse de Engenharia da Computação para cursar Direito no Centro Uni­versitário de Curitiba, mesmo com bolsa parcial no Progra­ma Universidade para Todos (Prouni). Apesar de estar desempregada, Eliane prefere tentar financiamento da outra metade da mensalidade do que ficar esperando uma definição na UTFPR, onde havia obtido uma classificação de 19.º em Enge­nha­ria da Compu­tação, de acordo com informações do Sisu. “O Prouni é mais justo e poderia ser tomado como exemplo. O candidato tem três opções e na primeira em que é classificado faz a matrícula. Não tem essa de ficar escolhendo várias vezes. Isso não é justo”, diz.

O presidente da Associação Nacional dos Dirigentes de Ins­tituições de Ensino Superior (Andifes), Alan Barbiero, afirma que após a conclusão deste primeiro Sisu, a entidade fará uma análise de pontos positivos e negativos para apresentar ao MEC. “Temos a compreensão que o Enem é um processo em construção, requer melhorias e aperfeiçoamento. Acredito que são todas superáveis”, afirma. A assessoria de imprensa do MEC informou que não há análise sobre mudanças nos próximos processos de seleção pois o Sisu ainda não foi concluído.

Serviço

As inscrições da terceira e última etapa do Sisu estarão abertas a partir desta segunda-feira, no site sisu.mec.gov.br. Os aprovados serão conhecidos no dia 5. De 9 a 12 de março, quem estiver em lista de espera deve confirmar a continuidade no processo no mesmo site.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA