quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

POLÊMICAS - Nova Tebas e Cândido de Abreu sem convênio com Bombeiros

Prefeituras de Nova Tebas e Cândido de Abreu, são acusadas de não firmar convênio com o Bombeiro de Manoel Ribas para atendimento de sinistros, mas os prefeitos negaram e apresentaram seus motivos 
          BERIMBALADAS  Uma polêmica envolve três municípios da região Central do Parana, entre eles: Manoel Ribas, Cândido de Abreu e Nova Tebas. Uma pessoa, de forma anônima, enviou uma mensagem para o Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, dizendo que a Defesa Civil, de Manoel Ribas, que é o Corpo de Bombeiros Comunitário, desde que foi criada, tem representado uma segurança a mais para as três cidades, pois quando ocorre um sinistro, rapidamente há o deslocamento dos agentes e muitas vidas já foram salvas, como, por exemplo, os diversos acidentes que já foram atendidos. O fato é que o município de Nova Tebas, gestão do prefeito Clodoaldo Fernandes e Cândido de Abreu, prefeito Junior Reis, estariam se negando a firmar uma parceira, tipo consórcio, o que pode ser ruim para o cidadão.   Veja como a denúncia chegou: "Queria dizer que a Defesa Civil de Manoel Ribas é um consórcio entre Municípios e Estado, mas Nova Tebas já tinha dito não, e  agora, em 2019, Cândido de Abreu, que está com o contrato pronto, só assinar, também se recursa e o secretário de administração, senhor Sandroval, está pouco se importando com a situação. Acredito eu que a população de Cândido  de Abreu e de Nova Tebas, se precisar de apagar um incêndio ou desencarcerar uma vítima de acidente, terá que esperar por Bombeiros de Ivaiporã, com um tempo de resposta de 40 à 50 minutos, o que pode provocar insegurança e mortes. Tudo por burocracia de políticos que não se preocupam com a vida. Então a partir de agora, não adianta a população destes dois municípios ligarem para Defesa Civil que não serão atendidos, o que é muito triste", disse a nota enviada pelo cidadão.  A falta do convênio, para formação de uma espécie de consórcio, faz com que Manoel Ribas fique sozinho com a   manutenção, alimentação e salários dos agentes de Defesa Civil.  Um exemplo da dificuldade  criada, foi um acidente ocorrido em Cândido de Abreu, no mês de novembro, de 2019. O carro pegou fogo, por sorte, não houve vítimas, pois o tempo de espera, poderia agravar a situação e colocar pessoas em risco. Neste dia, o atendimento foi realizado pelo Subgrupamento do Bombeiro Ivaiporã. Para rever matéria do acidente, - clique aquiRESPOSTA - Nossa reportagem manteve contato com a prefeitura de Cândido de Abreu, no dia 04 de dezembro, de 2019, às 11:13 horas, e não conseguimos falar com Sandroval,  o qual estava em Curitiba, como já citamos em uma matéria anterior, mas após a notícia publicada, o prefeito Junior Reis e Sandroval, ligaram para esclarecer o fato. Eles disseram que Cândido de Abreu nunca teve convênio com o Bombeiro e que acreditam que, mesmo que houvesse, talvez a prestação de contas, junto ao Tribunal, poderia ser reprovada, pois seria uma cidade dando manutenção numa corporação que pertence a outra. Junior Reis, também disse que entende a situação de Manoel Ribas, mas sua luta será sempre para que o município tenha  o próprio Bombeiro Comunitário, se ele, por ventura, for viável; e que não há condições da prefeitura firmar este consórcio.  Em Nova Tebas, também fizemos contato, no dia 04 de dezembro. A chefe de gabinete Vânia, afirmou que não tinha conhecimento do cancelamento do convênio  com a Defesa Civil, de Manoel Ribas e que a reclamação poderia não proceder. Já a coordenadora da Defesa Civil, Adriana, disse desconhecer que Nova Tebas já tenha tido  convênio com Manoel Ribas e que eles já são subordinados a Ivaiporã.  Pouco depois, o prefeito de Nova Tebas, Clodoaldo, fez um contato dizendo que a denúncia é equivocada  porque nunca houve convênio com Manoel Ribas, fazendo alegações parecidas com a do prefeito de Cândido de Abreu. Ressaltou que a distância de Nova Tebas a Manoel Rias é de  cerca de 50 km, por isso, em qualquer sinistro, o tempo de resposta não é satisfatório, inclusive, 60% da população reside na área rural. Por isso, por meio do deputado Thiago Amaral, ele esta viabilizando a implantação do Bombeiro Municipal. "Respeitamos muito o município de Manoel Ribas e Cândido de Abreu, mas no que se refere a Nova Tebas, esta polêmica não existe. Gostaríamos do direito de retratação e dos esclarecimentos", disse Clodoaldo Fernandes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA