Páginas




 


20/03/2022

LUNARDELLI - Confira cenas lamentáveis após um jogo de futebol

Em Lunardelli, no domingo, dia 20 e março de 2022, aconteceu a primeira partida de futebol da equipe da cidade, no Campeonato Regional  Amador de Futebol de Campo. Os atletas do município, enfrentavam o time de Apucarana. Segundo informações de testemunhas, tudo ocorreu dentro da normalidade, mas, ao final da partida, um jogador de Apucarana foi tirar satisfação com um torcedor de Lunardelli, dizendo que ele o chamou de um palavrão. Houve um princípio de confusão e a Polícia Militar, que se fazia presente, foi orientar os envolvidos, mas em meio a confusão, a utilização de gás de pimenta, revoltou algumas pessoas, os quais alegavam que só tinha torcedores da cidade e havia mulheres e criança, não sendo necessário tal intervenção. O vereador de Lunardelli, Donizete Correia, mais conhecido como "Zetão", tentou intervir, mas acabou detido, fato que gerou grande polêmica. Levado para o Destacamento, onde foi confeccionado termo circunstanciado e o político foi liberado. Alguns vídeos repercutiram nas redes sociais, mas não conseguimos apurar a autoria.  BOLETIM POLICIAL - Em seu boletim policial, a PM informou  que dois policiais, realizavam policiamento no estádio municipal, em um jogo onde havia, aproximadamente, 600 pessoas, incluindo torcedores. Ao término do evento, segundo os policiais, ocorreu uma  briga generalizada envolvendo torcedores e jogadores, quando a equipe, ao tentar intervir para resolver a situação, foi desacatada e ameaçada por alguns torcedores, que  aproveitaram-se da superioridade numérica, para tentar acuar os soldados.  Consta ainda que no primeiro momento foi identificado, que entre as pessoas, que desrespeitavam, estava um dos detidos, que além de xingar, arremessou um objeto, vindo a acertar o braço direito do policial; e  o vereador do município, que veio em direção aos militares dizendo que é vereador e para prender bandido a polícia não presta. Consta ainda, no boletim, que  o político ordenou para a  equipe deixar o local, com insultos e ameaças. "Diante da inferioridade numérica, foi pedido apoio. Com a chegada do apoio, foi dada voz de prisão ao vereador, pelos crimes de ameaça, desobediência, desacato e resistência, que não foi acatada, dizendo que daqui ninguém me tira, não vou ser preso..., inflamando a multidão contra as equipes, Foi necessário o uso de força física e técnicas de contato, como chutes, para afastá-lo do cinto de guarnição dos policiais. Juntamente com o uso de algemas para realizar a prisão e condução do mesmo. Da resistência a prisão, resultou, ao  autor, uma pequena escoriação no rosto. Durante a realização da prisão do vereador, várias pessoas passaram a vir para cima das equipes policiais, sendo a todo momento verbalizado para que se afastassem do local e não foi acatado, causando perigo aos policiais", diz um trecho boletim. Ainda foi informado, que devido a toda esta confusão, foi necessário o uso de  espargidores de pimenta; bastões; uma granada de lacrimogênio e uma grana gl-304, granada de efeito moral. Ao final foram detidas três pessoas, entre elas, um Secretário Municipal e o morador que jogou o objetivo no braço do Pm.  Também, por parte dos policias, houve acusação de tentativa de uso de influência política, para prejudicar o trabalho da Pm.  A defesa do vereador e dos demais, negam os relatos  do boletim de ocorrência, reafirmando que  haviam apenas torcedores de Lunardelli e que o abuso de autoridade é que provocou toda a situação lamentável.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...