Páginas




 



 


26/07/2022

INVESTIGAÇÃO - Acusado de homicídio em Marumbi foi preso em Apucarana

O trabalho da Polícia Civil de Jandaia, identificou o autor, sendo que a prisão contou com apoio da Delegacia de Apucarana e COPE 
  A tarde deste dia 26 de julho, foi movimentada em Apucarana, por conta de uma operação da Polícia Civil de Jandaia, com apoio da PC de Apucarana e equipe do C.O.P.E. - Centro de Operações Policiais Especiais de Curitiba. Vale ressaltar que toda a investigação for coordenada pela Polícia Civil, de Jandaia, Dr. Gustavo de Pinho Alves e investigadores, que apuraram quem era o autor de crime de morte em Marumbi, sendo um homem de alta periculosidade, que havia cometido o crime, pelo fato da vítima ser suspeita de um furto em sua casa. No dia dos fatos, foi morto Danilo, de 29 anos. Após o bom trabalho da DP de Jandaia, como não se sabia a localização do autor, foi pedido apoio para o COPE. Ao chegar na residência do suspeito, no Sumatra II em Apucarana, ele estava sentado no sofá, com uma pistola ao lado e tentou esboçar reação, mas desistiu ao perceber que eram três agentes da Civil. Pesa contra ele acusações de roubo, estupro, porte ilegal de arma de fogo e dois mandados de prisão por fuga e homicídio. No local, também a Polícia encontrou droga, 165 gramas de crack. Acredita-se que a arma apreendida tenha sido usada no crime. Os detidos, para a imprensa, negam os crimes. SOBRE O CRIME - Como noticiamos, um jovem foi morto com pelo menos quatro tiros, a princípio na cabeça, em Marumbi. O crime, que vitimou Danilo Xavier Abrantes, de 29 anos, aconteceu no Conjunto Adhemar Rajani, na Rua Manoel e Martins. Era 05 de julho de 2022, terça-feira, quando testemunhas disseram que o rapaz estava na rua e passou ou chegou um automóvel e abrigaram fogo contra ele. Por volta das 20 horas, a Polícia Militar, equipe formada pelos soldados Brás e Antoniasse, foram ao local e fizeram os devidos levantamentos. "Esta equipe foi acionada para comparecer no local onde um homem, de 29 anos, havia sido alvejado por disparos de arma de fogo e estava caído em via pública. Foi realizado isolamento e, em seguida, acionados: a Polícia Civil, Criminalística e IML - Instituto Médico-legal, de Apucarana", informou o boletim do Destacamento local. Ao que tudo indica, a morte está relacionada a um acerto de contas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...