Páginas





 


22/07/2022

ROUBO - Assaltantes agiram em Ortigueira e foram presos em Mauá da Serra

Os acusados agiram no Bairro dos Franças, onde chegaram a atirar contra um segurança, mas foram interceptados pela equipe dos soldados Brocoli e Magalhães em Mauá 
    Um roubo, que começou em Ortigueira, no Bairro dos Franças, com tiros disparados, no dia 21 de terminou em Mauá da Serra, onde a equipe formada pelo soldados Magalhães e Brocoli, prenderam os suspeitos e recuperaram os objetos que foram roubados. "Aqui em Ortigueira, fomos acionados para comparecer no Bairro dos Franças, próximo a Rodovia BR-376, onde o senhor Robson, vigilante da empresa Águia Monitoramento, o qual verificou através de câmeras de vigilância, que havia dois indivíduos próximo a uma torre de telefonia. Ele foi checar e, ao se aproximar, os suspeitos o receberam com dois disparos de arma de fogo, em sua direção. Logo fugiram em um VW Gol, de cor branca, com placa final 2628, sentido Mauá da Serra", informou a Polícia Militar de Ortigueira. Os acusados arrombaram diversos compartimentos na base da referida torre, promoveram danos e levaram várias baterias. Em Mauá, a equipe de plantão foi acionada e começou a fazer o deslocamento, pela BR-376, quando no km 296, visualizou o Gol na rodovia. O carro tomou sentido Tamarana, pela PR-445, mas no km 3, os policiais conseguiram fazer a abordagem. Em seu interior estava um jovem, de nome Diego, de 24 anos, e havia várias ferramentas utilizadas para arrombamentos, como alicate corta frios e pé de cabra. No  porta malas, foram encontradas 6 baterias estacionárias da marca Moura, 100 amperes e um DVR da marca Intelbras. O veículo possuía sinais de uma colisão, resultado da fuga. Indagado o motorista sobre o outro indivíduo, disse que não sabia o nome, e que apenas teriam combinado de se encontrar no local, mas, dentro o Gol, havia um celular desbloqueado e havia conversas com uma pessoa de nome Anderson. Novamente foi indagado Diego, o qual confirmou, segundo consta no boletim, que teria sido  Anderson, o autor dos disparos e do crime de roubo, e que se combinaram de se encontrar na Placa da Vaca, entre Mauá e Tamarana, após o assalto. A PM voltou para a Rodovia e ficou aguardando, sendo que logo surgiu uma Honda/Biz, vermelha, conduzida pelo suspeito, com uma feminina na garupa. Abordado, disse que era mecânico e tinha vindo socorrer Diego. Ao ser confrontado, confirmou que foi ao Bairro dos Franças, mas que quem atirou foi o amigo. Também que após o delito, foi até Faxinal, onde reside, buscar sua amásia. Eles não disseram qual foi o paradeiro da arma de fogo. Vale ressaltar que Anderson usava tornozeleira eletrônica e que ela estava envolvida em papel alumínio, o que dificulta o rastreio. Todos foram levados para  a Delegacia de Marilândia, mas a mulher, apenas como testemunha.  Para a imprensa, os detidos disseram que vão provar inocência. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...