Páginas




 



 


07/10/2022

BERIMBALADAS - MPT abre investigação sobre nota publicada pela CONCREVALI

    O Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT-PR) anunciou a abertura de uma investigação contra a Concrevali, uma empresa da área de construção de Jardim Alegre, que afirmou, por meio de nota, que 30% dos seus funcionários podem perder o emprego se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vencer a eleiçõe. A empresa alegou que não há a intenção de intimidar os funcionários, mas expor uma realidade. Conforme publicamos, o dono de uma das maiores empresas do Paraná, existente em Jardim Alegre, na área de Concreto e Pré-moldados, conhecida como CONCREVALI, divulgou a referidas nota nas redes sociais, dizendo, por entre linhas, que a eleição do ex-presidente Lula, pode provocar uma quebra de 30% no seu ramo de atividade. "A economia vai ficar de cabeça para baixo. Estamos com ela, a economia, crescendo, temos deflação e o Brasil sendo visto com bons olhos no exterior, mesmo com Pandemia e a Guerra. Para se ter uma ideia, somente com o resultado do primeiro turno, eu já perdi 10 milhões em orçamento, porque as pessoas não querem investir sem saber como será o futuro. E, na minha visão, o futuro será desastroso", disse ele. Veja a nota publicada na íntegra: "Diante da parceria desenvolvida durante o passar dos anos para com a empresa, tenho o dever de informar-lhes que, diante da atual instabilidade política e possível alteração de diretrizes econômicas no Brasil, após os resultados prévios do pleito eleitoral deflagrado em 02 de Outubro de 2022 e, em se mantendo este mesmo resultado no 2° turno, a empresa deverá reduzir sua base orçamentária e o número de colaboradores para o próximo ano, em pelo menos 30% (trinta porcento), consequentemente o que afetará o nosso poder de compra e produção, desencadeando uma queda significativa em nossos números", revelou a publicação. Na lista de comentários, os leitores se dividiram. Alguns aprovaram a atitude do empresário e há outros que teceram críticas e até ameaças. "Terrorismo com os funcionários é crime, estamos vendo essa onda no país mas a justiça está atenta". "Vamos procurar a justiça, isso é crime eleitoral", e muitos outros. Um liderança do Partido dos Trabalhadores, disse que a nota foi enviada para a direção do PT, em Curitiba, pedindo providências, porque o fato não retrata a realidade. Também afirmou que, qualquer pleito eleitoral, causa certa instabilidade, mas que culpar esse ou aquele candidato, é uma campanha ilegal. NOTA DO MP - No site do Ministério Público, também há uma informação, que o Ministério Público do Trabalho no Paraná e o Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral no Paraná, assinaram na quinta-feira, 6 de outubro, nota por meio da qual manifestam-se sobre assédio eleitoral. No documento, as unidades ministeriais afirmam que “o exercício do poder do empregador é limitado, entre outros elementos, pelos direitos fundamentais da pessoa humana, o que torna ilícita qualquer prática que tenda a excluir ou restringir a liberdade de voto dos trabalhadores”. Ao destacar o pluralismo político como um dos fundamentos do Estado Democrático de Direito, os Ministérios Públicos alertam que “ameaças a trabalhadores para tentar coagir a escolha em favor de um ou mais candidatos ou candidatas podem ser configuradas como prática de assédio eleitoral e abuso do poder econômico do empregador, passíveis de medidas extrajudiciais e/ou judiciais na esfera trabalhista e criminal. Mais do que violações das normas que regem o trabalho, a concessão ou a promessa de benefício ou vantagem em troca do voto, bem como o uso de violência ou de coação para influenciar o voto são crimes eleitorais”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...