Páginas


21/10/2022

IVAIPORÃ - Equipe ROTAM prendeu acusado de tráfico na Vila Nova Porã

O detido já tinha passagens pela Polícia e aparecia em várias denúncias como o chefe do tráfico, até mesmo de dentro da cadeia  
  Em Ivaiporã, a equipe ROTAM, registrou mais um caso de tráfico de drogas, no dia 20 de outubro, às 19h30min. Os soldados estavam em diligências no Bairro Vila Nova Porã com objetivo de verificar várias denúncias relatando traficância de drogas ilícitas feita por masculino. Os policiais realizaram a incursão a pé pela Rua Projetada F, e foi possível visualizar a movimentação feita pelo autor, inclusive quando um indivíduo foi até a casa da avó dele, local onde está residindo com sua convivente feminina, e, rapidamente, saiu deste local correndo e entrou em uma casa vazia em frente, endereço que também pertence a ele, atualmente. Assim que  saiu, foi abordado. Pouco tempo depois, outro suspeito entrou na casa da avó. Logo surgiram três crianças e foi possível ver e ouvir o apontado nas denúncia dizer: "Desce até no fim da rua e olha pra ver se não tem polícia"... Os três menores, com aparência de terem entre 8 e 11 anos de idade, vão até o final da via e dão sinal de que não havia PMs. Neste momento o denunciado atravessou a rua correndo e entrou a casa em frente, instante em que foi dada voz de abordagem. O homem estava saindo com um celular com  lanterna ligada e, ao notar a presença da equipe policial, dispensou um invólucro cocaína ao chão. Ao fazer uma varredura no imóvel vazio, foi encontrado, introduzido em um colchão, três invólucros, um deles aberto com 04 buchas em seu interior e já prontas para venda. Ainda outros dois fechadas e sem divididas em buchas menores, pesando 11,4 gramas de substância entorpecente análoga a cocaína. Segundo a PM, se divididos os invólucros para venda, os dois renderiam, aproximadamente, outras 30 buchas. Na sequência a ROTAM foi até a residência em que morava. Foram encontrados pacotinhos de geladinho, geralmente, utilizados para confecção de buchas de drogas. Diante dos fatos o autor foi conduzido a delegacia, juntamente, com a droga apreendida. O detido já havia sido preso em flagrante de tráfico de drogas duas vezes e citado em mais três boletins, como sendo o chefe da venda de entorpecente em pelo menos dois endereços. Até quando estava preso, havia relatos de que continuava no comando. Outra situação confirmada, é o uso de menores para conseguir seu intuito de traficância. O celular foi apreendido, já que foi ouvido a esposa do preso  ordenando um parente para que o quebrasse, durante o início da abordagem.  O acusado negou o crime. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...