segunda-feira, 3 de julho de 2017

PLANO SAFRA / CRESOL

A Cresol Grandes Rios, seguindo exemplo das demais agências e filiais, lançou o Plano Safra 2017/2018 para seus associados e produtores interessados 
       “Crédito Rural rápido e fácil é a nossa especialidade”, é o tema do Plano Safra da Cresol neste ano de 2017, e praticamente, em todas as suas unidades, a diretoria reuniu seus cooperados para o 1º Lançamento do Plano Safra de forma consolidada, neste dia 03 de julho, de 2017. "Em todos os Postos de atendimento nós estamos lançando o plano safra que vem para inovar a agricultura familiar. Nosso objetivo é divulgar aquilo que permaneceu, o que mudou, em relação ao ano anterior, para que o nosso associado fique bem informado", disse o Claudomiro Garcia, o "Gordo" que comanda a CRESOL Regional de Grandes Rios, e que estava na Filial Borrazópolis-Pr para o anúncio. Ainda segundo ele, as mudanças estão no plano simplificado, onde no financiamento, até 40 mil reais, se consegue fazer deixando opcional a exigência do projeto técnico, que agora fica a critério do associado. Garcia pediu que na agricultura familiar, seja mais utilizado o PRONAF Mulher, que também está a disposição em todo Brasil. Sobre queda de taxas, apenas o PRONAMP traz o valor de 1% a menos, do que o ano anterior.
PLANO SAFRA 2017/2018  
Produtor pode solicitar recursos do Plano Safra 2017/2018  em todo Brasil 
(AGÊNCIA BRASIL)  O agricultor brasileiro poderá contar, a partir de agrara,  com recursos para financiar a próxima safra agrícola. São R$ 190,25 bilhões destinados pelo governo federal a operações de custeio, comercialização e investimento, por meio do Plano Agrícola e Pecuário (Plano Safra) 2017/2018. O Plano Safra é lançado pelo governo federal no início do ano agrícola, em 1º de julho. Para ajudar os agricultores a custear a safra, é disponibilizado crédito em linhas com recursos obrigatórios, livres e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O produtor interessado deve verificar se seu banco oferta linhas de crédito do plano. O Plano Safra 2017/2018 reduziu em 1 ponto percentual ao ano as taxas de juros das linhas de custeio e de investimento e de 2 pontos percentuais ao ano, as dos programas voltados à armazenagem e à inovação tecnológica na agricultura.  No crédito de custeio e de investimento, os juros caíram de 8,5% ao ano e 9,5% ao ano para 7,5% e 8,5%, à exceção do Programa de Construção de Armazéns (PCA) e do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), nos quais a taxa será 6,5% ao ano.  O volume de crédito para custeio e comercialização é de R$ 150,25 bilhões, sendo R$ 116,25 bilhões com juros controlados e R$ 34 bilhões com juros livres. O montante para investimento é de R$ 38,15 bilhões, com aumento de 12% em relação à safra anterior.
(No link abaixo, mas fotos do evento na Cresol Borrazópolis)












Nenhum comentário:

Postar um comentário