sexta-feira, 7 de julho de 2017

REDUÇÃO DE JORNADA - PRF

No Paraná, Polícia Rodoviária Federal também divulgou redução no horário de atendimento, por causa da falta de verbas 
        Uma notícia que repercutiu neste início de julho, de 2017, foi a que a falta de verba, iria reduzir o atendimento da Polícia Rodoviária Federal, em todo Brasil. Neste dia 07 de julho, sexta-feira, a PRF no Paraná, também divulgou comunicado informando esta redução. Veja a nota na íntegra: "Por conta do contingenciamento orçamentário pelo qual passa a Polícia Rodoviária Federal, conforme já divulgado nacionalmente, informamos que no Paraná serão adotadas, temporariamente, as seguintes medidas: Suspensão dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais: suspensão do resgate aeromédico; redução do policiamento e patrulhamento das rodovias federais, priorizando o atendimento de acidentes com vítimas; redução do horário de atendimento ao público na Sede Administrativa em Curitiba, que passará a ser das 8h às 14h - e não mais até às 16h. A PRF esclarece que os atendimentos de emergência continuarão sendo realizados e que permanece à disposição da população pelo telefone 191. Ainda, informamos que não existe prazo para a normalização dos serviços, uma vez que a instituição necessita do fim do contingenciamento orçamentário para a retomada das atividades normais. Assessoria de Comunicação Social Polícia Rodoviária Federal - Paraná", diz a nota. Segundo o Portal G1, o problema de falta de verbas já tinha sido anunciado na terça-feira (4 de julho). Nos próximos dias, será divulgado um cronograma com o fechamento dos postos da PRF em todo o Brasil. As dez aeronaves que prestam auxílio a vítimas de acidentes, entre outras funções, ficam desativadas. A PRF diz que os cortes de serviços decorrem de um contingenciamento de verbas decretado pelo governo federal em março deste ano, e que buscará diminuir o prejuízo no atendimento de ocorrências emergenciais. De acordo com a TV Globo, o orçamento aprovado para a PRF é 44% menor que o solicitado pela corporação. Esse é o mesmo problema que causou a suspensão da emissão de passaportes pela Polícia Federal no fim de junho. A PRF informou ainda que, junto com o Ministério da Justiça, negocia com o Ministério do Planejamento para que o orçamento seja recomposto o mais breve possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário