Páginas




 


28/09/2012

Morte- IVAIPORÃ: “Acusação de negligência”

 Família acusa hospital municipal de negligência, mais Secretário de Saúde contesta
 Um morador de Ivaiporã, de nome Dionísio Camilo, procurou a Polícia Militar para reclamar a morte do seu irmão Donizete Camilo, 44 anos, morador da Rua Matelandia, no Jardim Alvorada. A ocorrência foi registrada às 22 horas de 27 de setembro. Em nota a PM informou que segundo Dionísio, seu irmão Donizete passou mal durante o dia, foi encaminhado ao Hospital Municipal, à noite recebeu alta, mas ao chegar em casa começou a sentir mal novamente e  foi solicitada a ambulância por duas vezes, o veículo não foi enviado  e o homem faleceu.  Um familiar que entrou em contato com a Rádio diz que o denunciante alega que Donizete estava internado, e que quando  foram para visitá-lo, o hospital anunciou que a alta já estava autorizada.  Familiares supostamente questionaram o fato da vítima estar estranha, mas alegam que  receberam a informação de funcionários do Hospital que aquilo deveria ser efeito de bebida alcoólica, então o liberaram para que levássem o cidadão  para casa. A familiar ainda diz que  não tinha carro para o transporte no hospital,  e que eles pediram um favor a um amigo.  Quando já estavam na residência, a mãe, que é deficiente visual, notou que o filho poderia estar morto, e ai começaram as tentativas inúteis  de acionar a ambulância do Municipal.   O caso deverá ser investigado. No Hospital, a negligência foi negada veementemente, inclusive uma atendente atribuiu a acusação a retaliações que são comuns em períodos eleitorais. Por telefone nossa reportagem falou com o secretário de saúde Leandro Valter Boneti, que comentou sobre o caso: "Quero dizer que já temos um levantamento e essa história não se confirma; inclusive os ambulanceiros estão revoltados, principalmente o Jorge  que estava no local na hora que o homem recebeu alta.  Temos relatórios, e registros no telefone do Hospital que comprovam que as informações foram destorcidas" Disse o Secretário de Saúde ao Radialista Ronaldo Senes, o Berimbau.  "Quando ele recebeu alta, o  motorista da ambulância iria levá-lo, mas a família estava com um carro, por isso não o levamos, inclusive o motorista ajudou a colocá-lo no veículo. Consta também que a família ligou para buscá-lo novamente, é real que uma ambulância nossa estava em atendimento, mas imediatamente eles acionaram o Corpo de Bombeiros, que ao chegar no local  encontrou a vítima já morta. Por tanto não houve negligência que provocasse a morte do paciente"  Finalizou o Secretário de Saúde. Ele também informou que entrou na Justiça para pedir direito de resposta e punir pessoas que divulgaram informações de forma irresponsável.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...