30/11/2014

RONCADOR - "Morre o radialista Cláudio Basse"

LUTO NO RÁDIO - Radialista Cláudio Basse, que aparece na foto ao lado do companheiro Mário Meretti, faleceu em Roncador
        O Radialista Claudecir Bassaco, que tem família em Borrazópolis, cidade onde começou sua carreira como radialista, através da Rádio Nova Era,  e vinha enfrentado um quadro grave de saúde, faleceu neste domingo, 30 de novembro, de 2014, em Roncador.  Há mais de dez anos, Bassaco foi para Roncador, onde passou a trabalhar como locutor sertanejo e repórter na Rádio Princesa AM. Ultimamente ele estava afastado para tratamento de saúde.  Lá, ele se transformou no "Cláudio Basse",  e ficou conhecido em toda região.   Já há alguns anos, o radialista vinha sofrendo com alguns problemas de saúde, entre eles, diabetes e cirrose.  Recentemente, ele esteve na Rádio Nova Era, para rever os amigos e fazer uma visita aos radialistas   Ronaldo Alves Senes, o "Berimbau" e Marilson Corrêa. Em nota,  Adilson Vieira, Diretor da Rádio Princesa de Roncador, confirmou a morte e lamentou o fato.  Já a Rádio Nova Era, onde Cláudio começou a carreira na década de noventa, quando ainda era Flor do Café, também divulgou nota de pesar a todos os familiares e amigos. VELÓRIO E SEPULTAMENTO- O Radialista começou a ser velado durante à noite de domingo para segunda, 01 de dezembro em Roncador.  Ás nove horas da manhã, o corpo começou a ser  transladado de Roncador para Borrazópolis, onde será velado por mais algumas horas na rua Ammandus Alvino Henning, na Vila Roma,  e sepultado no final da tarde, após missa de Corpo Presente, na Igreja Matriz, marcada para às 16:30 horas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA