28/04/2015

BORRAZÓPOLIS - "Morte por dengue no Vale do Ivaí"

EXCLUSIVO -  Dengue é apontada com a causa morte de uma idosa em Borrazópolis. A mulher faleceu em Apucarana e seria  a primeira vítima da doença no Vale do Ivaí  
Nossa reportagem conseguiu com exclusividade, em Apucarana, ter acesso ao atestado de óbito de uma moradora de Borrazópolis que faleceu no dia 03 de abril, de 2015, internada no Hospital da Providência. Ela pode ser a primeira pessoa do Vale do Ivaí (Norte do Paraná) a morrer em consequência da "Dengue". Ao apontar a causa morte, o plantonista do Hospital atestou que ela faleceu em consequência da doença que teria agravado outros problemas de saúde da idosa, como pneumonia e insuficiência respiratória. A vítima é Massako Ocumoto, e ela tinha 84 anos. DENÚNCIA - A reportagem do Blog do Berimbau e Rádio Nova Era, passou a investigar o caso após receber denúncia que a Secretaria Municipal de Saúde de Borrazópolis estaria escondendo ou deixando de informar casos confirmados e também mortes. Em contato com o Marcos Costa, da Regional de Saúde de Apucarana (16ª), ele disse que após a constatação de casos de dengue pelo médico, a notificação é obrigatória, e que laboratórios particulares também precisam comunicar a saúde pública dos casos positivados. Revelou ainda que se alguém teve alguma situação diferente em qualquer cidade subordinada a Regional, basta fazer a denúncia que o órgão tomará as devidas providências. Em relação as mortes de Arapongas, onde faleceu André Paulo Livrari, de 31 anos, e Borrazópolis: Massako Okumoto, ele disse que a Regional tem conhecimento. “O material coletado foi enviado para o Lacen em Curitiba, e depois ainda existe uma espécie de comitê estadual que faz uma análise para concluir se realmente a morte foi por dengue. Veja que o caso de Arapongas, até agora não saiu o resultado, mas assim que ele for oficial e apontar a dengue como causa, o estado estará comunicando", informou Marcos Costa. O Secretário Municipal de Saúde Nilo Aurélio, de Borrazópolis, que recentemente admitiu para o Ministério Público, de Faxinal, que a cidade pode ter mais casos do que o informado, porque muitas pessoas tem procurado laboratórios particulares, disse que no caso da morte, todas as providência foram tomadas. "Eu acredito que a morte não foi por causa da dengue, digo isso porque a paciente tinha outros problemas graves de saúde, e a Dengue apenas fragilizou ela ainda mais. Outro detalhe é que não podemos se quer dizer que é Dengue, por o resultado de confirmação em Curitiba, ainda não saiu", disse Nilo Aurélio a Rádio Nova Era. A cidade é hoje a segunda com mais casos na região: São 207 perdendo apenas para Marilândia que tem 218 confirmados
REGIÃO - Quatro cidades concentram 598 casos
Borrazópolis tem 207 casos; Marilândia do Sul com 218; Mauá da Serra 41, e Rio Bom com 132
Na Região Vale do Ivaí, pela regional de Apucarana, são quatro cidades com situação ainda complicada. Em Borrazópolis, 207 casos até segunda-feira, 27 de abril. Em Marilândia do Sul, que é a campeão de notificações, tem 218 confirmados. Já Rio Bom que está repetindo a epidemia, são 132 casos, e Mauá da Serra que foi a última a entrar no estádio de epidemia em 2015, são 41 casos. Outro município que também chegou a quase 100 casos, foi Cruzmaltina, mas este pertence a outra Regional, que é Ivaiporã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA