quinta-feira, 14 de março de 2019

CAMBIRA - Autuado por destruição de vegetação nativa

Polícia  Ambiental flagrou crime ambiental em propriedade rural do município de Cambira. O arrendatário foi conduzido até a Delegacia 
             A Polícia Militar Ambiental, 3º Pelotão, de Apucarana, equipe formada pelo Sargento Patrício e soldado Brito, realizava patrulhamento de rotina, na área rural do município de Cambira, quando visualizou movimentação de solo em uma área equivalente a 4.000m2 (0,4ha) com características de destoca de eucalipto. Mas durante a verificação, se constatou o suposto crime de destruição ou dano de floresta de preservação. Logo se constatou a supressão de vegetação nativa com a retirada de 08 árvores, como gurucaia, cedro e outras, o que é considerado crime ambiental. Havia também 10 metros estéril de material lenhoso. Em contato com o responsável, o qual informou que é arrendatário e que efetuou a movimentação de solo, a pedido do proprietário, que reside em São Paulo. " O cidadão foi conduzido para lavratura de termo circunstanciado por infração penal e deverá responder por supressão de vegetação nativa, sem autorização ambiental. O proprietário também será responsabilizado, a não ser que tiver um contrato, provando que a responsabilidade é de quem arrendou. Toda documentação será encaminhada para o IAP - Instituto Ambiental do Paraná, para possível sanção administrativa", disse o Tenente Prado, comandante do Pelotão, para a Rádio Nova Era e Blog do Berimbau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA