sábado, 21 de março de 2020

BORRAZÓPOLIS - Reintegração de posse termina em confusão e ameaça

  MAIS DETALHES  Na Rua Ceará, esquina com a Rua Rio de Janeiro, no dia 20 de março, houve tumulto e ameaça, durante o cumprimento de mandado de interdito proibitório e reintegração de posse. Uma jovem advogada de Faxinal, esteve na residência do réu, juntamente com seu esposo, acompanhados pelo oficial de justiça de Faxinal, o qual apresentou o referido mandado ao réu/invasor, destaca-se que a ordem judicial concedida pelo juiz determinou o uso de força policial para cumprimento, tendo em vista ameaças anteriores sofridas pela advogada e seu esposo, tendo comparecido a polícia militar para resguardar a integridade física de todos. Após a polícia e o oficial de justiça terem ido embora, a Advogada e seu esposo foram até o imóvel que lhes pertence, acompanhados por um tratorista, a fim de derrubarem a construção ilícita feita pelo RÉU, no momento em que chegaram no lote, não havia ninguém, então começaram a trabalhar, momento em que a esposa do RÉU veio correndo, empurrando a advogada, ameaçando a integridade física da mesma e proferindo xingamentos de baixo calão, além disso, “NENONA” e uma familiar,  menor de idade, também proferiram ameaças e xingamentos contra a pessoa da advogada e de seu esposo, como se não bastasse 03 (três) rapazes que se identificaram como pedreiros do réu, partiram para cima do esposo da Advogada, empurrando e tomando a ferramenta de suas mãos. Diante de toda essa confusão, a Polícia Militar compareceu ao local, e por estar, a equipe, com pouco efetivo, orientaram a advogada a comparecer a sede da  6ª Companhia Independente de Polícia Militar e solicitar que seja enviado em data breve reforços para que a Advogada seu esposo e funcionários possam trabalhar com dignidade no terreno que lhes pertence. Da síntese dos fatos que antecederam ao tumulto: A advogada e seu esposo desde que ingressaram na posse do referido imóvel (17 de julho de 2014), vem zelando do mesmo, inclusive fixaram PLACA PUBLICITÁRIA DA EMPRESA DE ENGENHARIA que possuem em Faxinal, para viabilizar a venda desse terreno. Por mais de 05 (cinco) anos, a Advogada e seu esposo não tiveram problemas em relação ao lote, todavia, no dia 08/01/2020 ao chegarem no local juntamente com seus funcionários, constataram que no local estava sendo iniciada uma obra, além de sua placa estar derrubada, os trabalhadores que ali se encontravam indicaram que o réu seria o responsável pela obra, nesta oportunidade o mesmo foi procurado, tendo informado que havia comprado o terreno de Maria Aparecida Furtado de Souza “NENONA”. Desta forma, a advogada e seu esposo acionaram a Polícia Militar, apresentando aos policiais documentos comprobatórios de que o terreno lhes pertence. A Equipe Policial confrontou Maria Aparecida Furtado de Souza “NENONA”, a qual confirmou que havia vendido o referido terreno para o réu, e então por ter configurado o crime de estelionato, a mesma foi encaminhada para a 53º DRP de Faxinal. No mesmo ato a Polícia Militar solicitou que a Advogada e seu esposo acompanhassem a viatura, bem como réu, todavia, o mesmo falou que iria acompanhar, todavia não compareceu à delpol!!! Enquanto a Advogada, seu esposo e “Nenona” estavam sendo ouvidos na 53º DRP de Faxinal, o réu ficou perambulando aos arredores do terreno, intimidando os funcionários da Advogada e seu esposo, inclusive partiu para cima de um dos funcionários, tomando a ferramenta de trabalho de sua mão (pá), ameaçando bater com o objeto na sua cabeça, mandando o funcionário parar o que estava fazendo, além de ameaça-lo de que se não saísse de lá iria levar rajada de tiros e desta situação foi registrado boletim de ocorrência. Após ser ouvido, o esposo da Advogada se deslocou a cidade de Borrazópolis para buscar seus funcionários, chegando lá verificou que o terreno estava em ordem, que as “pedras britas” colocadas no local pelo RÉU foram retiradas com êxito pelos seus funcionários, desta forma reergueu a placa publicitária de sua empresa, e voltou para Faxinal. Poucas horas depois, a Advogada e seu esposo receberam ligação de pessoa estranha, a qual não quis se identificar por medo de represálias, informando que o RÉU havia destruído completamente a placa publicitária, de forma que não mais teria condições de ser reerguida, diante disso, a Advogada e seu esposo voltaram a Borrazópolis, tiraram fotografias da placa destruída e registraram boletim de ocorrência por dano. (Cópia Anexa). As vítimas pensavam que com o relato de todos esses fatos à autoridade policial o RÉU deixaria de importuná-los. Ledo engano. No dia 29 de janeiro de 2020, por volta das 17:00 a Advogada e seu esposo novamente receberam ligação anônima informando que o réu estaria descarregando “pedra brita”, instalando cavalete de água e efetuando pedido de energia elétrica no imóvel, desta forma acionou a Polícia Militar e imediatamente deslocou-se a cidade de Borrazópolis, chegando ao local se deparou com o RÉU no local ajudando descarregar a “pedra brita”, tendo o esposo da Advogada argumentado com o RÉU que o lote não lhe pertencia, momento em que o mesmo, segunda ela,  lhe apontou o dedo contra sua face dizendo que iria derrubá-lo no tiro. Diante da ameaça de morte, foi registrado novo boletim de ocorrência. Destaca-se que o fato ocorrido na data de  20/03/2020, no que tange a resistência e desobediência do RÉU, de sua esposa e de seus funcionários à ordem judicial, culminará em pena de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais), o que foi determinado pelo Nobre Magistrado do Poder Judiciário de Faxinal. Tal situação serve de alerta para toda a população, para que observem o dever de cuidado antes de comprar qualquer bem, seja bem móvel ou imóvel, verificando-se quem realmente é proprietário/possuidor, a fim de não correr risco de perder o investimento, além de responder a processo judicial. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA