27/10/2020

ARIRANHA - Investigação política resulta em operação do GAECO

        Em Ariranha do Ivaí, um comentário tomou conta da cidade neste encerramento do mês de outubro, de 2020. Moradores se perguntavam: o que o GAECO - Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, criado pelo Ministério Público, estava fazendo na cidade. Nossa reportagem buscou informações e o único detalhe que conseguimos apurar, é que os agentes foram em alguns endereços em busca de uma informação crucial, ou seja, de quem é uma empresa existente em Ivaiporã, que tem prestado serviços para a prefeitura, desde o início da gestão do prefeito Augusto Cicatto. Segundo informações, denúncias apontam que a referida empresa seria do próprio  então prefeito, mas está em nome de um "laranja", que são pessoas físicas ou jurídicas (empresas) que atuam como um meio para a prática, principalmente, dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, ao passo que emprestam seus nomes e demais dados pessoais a outras pessoas (muitas vezes políticos), com o fim de simular a propriedade de bens e outros patrimônios. Essa empresa  teria vencido licitações, desde o início do governo Cicatto, prefeito que foi cassado pela Câmara de Vereadores, após suposto calote aplicado contra o dono de uma farmácia da cidade. É bom ressaltar que,  trata-se de uma investigação e apuração de fatos, portanto, as conclusões ainda não devem ser precipitadas. Consta nos levantamentos, que o prefeito cassado nega veementemente os fatos. BENS INDISPONÍVEIS - Quando o Gaeco chegou em Ariranha do Ivaí, alguns moradores fizeram contato com o Blog do Berimbau, informando que a atuação do grupo, era por conta do "Calote na Farmácia", fato que deixou ex-secretário de Saúde, Sebastião Derneis, atual pré-candidato a vice-prefeito, com os bens indisponíveis. Ao consultar as informações, apuramos que, realmente, Sebastião, mais conhecido como "Tião", ficou com os bens indisponíveis por conta da referida ação de improbidade administrativa. sendo assim, na eminência de ser condenado, os tais bens podem indenizar o poder público ou a farmácia que fez a reclamação na justiça. É bom deixar claro, que esse é um outro fato e nada tem a ver com a vinda do GAECO.  Ressaltamos que ambos os fatos narrados acima, estão sendo investigados e os acusados negam o cometimento de qualquer irregularidade e dizem que, ao final do processo, ficarão  provadas suas inocências.  Nos colocamos a disposição dos acusados para divulgação de notas ou qualquer esclarecimento a mais que julgarem necessário. 
                          RESPOSTA                               
 O prefeito cassado o Augusto Cicatto e também Sebastião Derneis, repudiaram as informações. No caso de Cicatto, ele  confirmou sobre a vinda do Gaeco, mas disse que o grupo visitou outro ex-prefeito e não a ele. Também que o Gaeco esteve em dois comércios. Ele acusou o Blog do Berimbau de ser um portal sem expressão e divulgar informações sem fontes.  Já  Sebastião, foi defendido pelo vereador Thiago,  que é candidato a prefeito e tem  "Tião" como vice. Eles criticaram a reportagem dizendo que ela tenta confundir as pessoas e que jamais foram alvos de qualquer tipo de operação do Gaeco. Assista os vídeos abaixo, que, mantendo a nossa imparcialidade, decidimos publicar na íntegra. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA