04/06/2021

JARDIM ALEGRE - Polícia barra festa em plena pandemia e houve desacatos

Participantes do evento, desacataram a Polícia Militar,  inclusive, pedras foram jogadas na viatura     
  Em Jardim Alegre, no dia 03 de junho, feriado, por volta das 22h00min, mesmo a proibição de realização de festas e aglomerações, por conta da Covid-19, houve uma denúncia de um evento que ocorria numa residência, na Rua São Paulo. Ao chegar ao local, para checar as informações, uma moradora mostrou seu desejo de colaborar, mas pessoas que estavam no local, cometeram vários  crimes, entre eles: desacato, desobediência, resistência, infringir introdução ou propagação de doença contagiosa, perturbação do trabalho ou sossego alheio, infração de medida sanitária preventiva e lesão corporal. Consta no boletim, que a Polícia foi até a casa e falou com a proprietária, a qual se comprometeu a encerrar o evento naquele momento, mas, logo em seguida, algumas pessoas passaram a tumultuar a abordagem policial, dizendo que não se retirariam e que equipe policial não tinha “mandato” para dar tal ordem. Por conta de desacatos, um rapaz recebeu voz de prisão, mas saiu correndo e gritando em direção a sua moradia, que fica próxima. Ele foi contido e apreendido, apesar da resistência. A Pm de Jardim Alegre, solicitou apoio para Ivaiporã. Houve ainda o caso de um participante que jogou pedras na viatura. O caso terminou na delegacia de Ivaiporã, com alguns detidos.  Na primeira matéria, dissemos que todas as acusações relatadas acima, seriam contra a moradora, mas corrigimos a notícia, após esclarecimentos e a constatação que  foram outras pessoas apontadas pelos referidos delitos.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA