02/06/2021

SAÚDE - Inverno é a melhor época para tratar vasinhos e varizes

Menor exposição solar e baixas temperaturas favorecem a recuperação após os procedimentos
Médico Rogério Nabeshima
  A melhor época para tratar os vasinhos e varizes é no frio. O motivo, conforme explica o médico vascular Rogério Nabeshima, de Apucarana, é porque nesses meses, a temperatura costuma ser mais amena e o sol menos intenso, o que facilita os cuidados após os procedimentos, como evitar exposição ao sol ou uso de meia de compressão. Antes de começar qualquer tratamento, mesmo que para fins estéticos, Nabeshima orienta fazer uma avaliação clínica das veias das pernas. “Às vezes, o que chama a atenção e incomoda são vasinhos que estão aparentes, mas é possível que haja microvarizes e varizes que também precisam ser tratadas”, justifica.  Cerca de 40% da população brasileira adulta sofre com as varizes, segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV). As mulheres são as mais afetadas pela doença, correspondendo a 70% dos casos. O número está associado a variação hormonal da própria mulher, como na gestação, e também ao uso de contraceptivos. Porém, as principais causas estão associadas à hereditariedade e à obesidade. Nabeshima comenta que entre os principais sintomas estão sensação de perna pesada, fadiga, cansaço, queimação, dor e câimbras, além da insatisfação estética com a aparência das veias, normalmente de cor azul-arroxeada e saltadas à pele.  “Em casos mais graves é comum a pessoa reclamar de inchaço e alterações de pele como eczema venoso (descamação da pele associada ou não a coceira), dermatite ocre (pele mais acastanhada) e até úlcera venosa, um tipo de ferida de difícil cicatrização”, ressalta. O médico vascular observa que o tratamento mais indicado para cada pessoa só pode ser dado após um diagnóstico. “Primeiro, o paciente precisa ter seu quadro analisado com cuidado para só depois ser encaminhado para o melhor tratamento, que pode ser de uma simples aplicação (escleroterapia) para vasinhos a microcirurgias ou cirurgias”, pontua.
Confira os principais tratamentos:
• Escleroterapia química (aplicação) é indicada para vasinhos (telangiectasias). Ao ser aplicado, o líquido esclerosante queima os vasinhos, melhorando o visual das pernas.
• Escleroterapia (aplicação) com espuma guiada por ultrassom é indicada para tratamento de varizes (veias dilatadas e tortuosas acima de 3mm).
• Microcirurgia de varizes é a retirada de varizes reticulares, veias com diâmetro inferior a 3mm, realizados com anestesia local.
• Cirurgia de varizes convencional é o tratamento cirúrgico de varizes mais difundido, acessível e consagrado até os dias de hoje.
• Cirurgia de varizes por métodos ablativos (laser ou radiofrequência) é uma alternativa à cirurgia tradicional de varizes dos membros inferiores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA