02/09/2021

SÃO PEDRO- Investigação revela que Homem encontrado no Rio foi assassinado

O corpo foi localizado dentro da água, sob a ponte do Rio Ivaí, entre São João e São Pedro do Ivaí. A  suspeita inicial era de suicídio, o que não se confirmou 
O delegado, Dr. Gustavo de Pinho Alves, da Comarca de Jandaia do Sul, disse, neste dia 02 setembro, de 2021, que Ilson de Melo Moraes, de 30 anos, encontrado morto no Rio Ivaí, entre São João e São Pedro, foi assassinado e, portanto, descartada a possibilidade de ato extremo. O jovem havia deixado o sistema prisional há cerca de dois meses. Como noticiamos,  em 22 de agosto, de 2021, a vítima, que era natural de Faxinal,  foi encontrada nas águas do Rio Ivaí.   Quem passava pela rodovia, era possível perceber o corpo.  O Destacamento de São Pedro o Ivaí, comando do Sargento R. Silva,  foi ao local, assim como o IML - Instituto Médico Legal e Criminalística de Apucarana, Polícia Rodoviária Estadual e a Delegacia de Polícia, de Jandaia do Sul. Além do laudo preliminar, que a morte foi asfixia mecânica, ainda havia relatos de sua esposa, dizendo que ele tomava medicação controlada e estava com problemas psicológicos, o que reforçou a tese de suicídio. Numa entrevista, concedida, neste dia 02 de setembro, ao repórter André Amaral, o delegado revelou que laudo oficial do médico legista, apontou que havia sulcos que não eram condizentes com a prática de ato extremo.  "Apuramos que ele tinha duas mulheres e uma delas era agredida e abusada. Ela foi até a casa de uma amigo  e contou os fatos para ele e outras indivíduos, os quais ficaram revoltados e disseram que iriam dar um susto na vítima. Quando o homem morto foi até a casa dos acusados, passou a ser agredido pelo morador responsável  e outros três, que também residiam  no mesmo endereço. O espancamento culminou com a morte, principalmente, por enforcamento. O corpo foi colocado no porta malas de um carro e levado até a ponte, segundo relato da esposa. Ao ouvir os suspeitos, eles alegaram que Ilson ainda estava vivo, quando foi colocado no carro", disse o Delegado Gustavo. Pelo menos cinco pessoas foram identificadas como envolvidas, sendo que, quatro delas, já tinha sido ouvidas.  "Vamos indiciar todos e encaminhar ao poder judiciário, para que possam responder pelo crime de assassinato", finalizou o Policial Civil.  Vale ressaltar que a pessoa morte já tinha passagens pela Polícia. Já o dono do imóvel, onde o crime ocorreu, também já era investigado por crimes. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA