11/09/2021

APUCARANA - Andorinhas e pombos provocam transtornos na cidade

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) da Prefeitura de Apucarana vai colocar em prática uma série de ações visando amenizar os impactos da presença de andorinhas e pombas nas praças Interventor Manoel Ribas (Redondo) e Semiramis Braga (Clube 28), respectivamente. Além do manejo de algumas árvores, com poda e substituição de espécies com fitossanidade comprometida, está em estudo a instalação de um aparelho sonoro que irá contribuir para que aves procurem outros ambientes para pernoitar. O assunto foi pauta de uma reunião nesta sexta-feira (10/09), no gabinete municipal, entre o prefeito Júnior da Femac, o secretário da Sema, Gentil Pereira, e o presidente da Câmara Municipal, vereador Franciley “Poim”. O objetivo das intervenções que serão promovidas pela prefeitura, afirma o prefeito, é “devolver” os logradouros à população. “As praças são espaços sociais de convivência, de acolhimento e, infelizmente, estes dois importantes pontos centrais de Apucarana não estão cumprindo integralmente o seu papel devido esta situação, que vamos agora buscar dar uma solução ambiental adequada, que garanta a reocupação destes ambientes pela população”, disse Júnior da Femac. Ao pernoitarem nestes locais, contextualiza o prefeito, os pássaros deixam um ambiente insalubre ao amanhecer. “Além do mau cheiro, as fezes se configuram em um problema de saúde pública. Bancos, academia ao ar livre, playgrounds, entre outros equipamentos públicos ficam impossibilitados de serem usados pelas pessoas. Na Praça do 28 são as pombas autóctones, ou seja, nascidas aqui mesmo em Apucarana. Já na Praça do Redondo, as andorinhas, que com a proximidade do verão chegam para tomar o seu espaço, permanecendo por meses”, conta Júnior da Femac. De acordo com o secretário da Sema, Gentil Pereira, além da poda de galhos, há nestas praças a necessidade de substituição de árvores com fitossanidade comprometida. “Todas as intervenções que serão promovidas serão dentro de critérios técnicos ambientais”, garantiu o secretário. Com relação ao aparelho que emite ondas sonoras que será testado pela prefeitura, Gentil Pereira explica que a emissão será audível apenas pelos pássaros. “É uma onda desagradável à ave, que a incentivará a buscar outros locais para passar a noite”, detalha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA