15/09/2021

BORRAZÓPOLIS - Autor da morte do "Tiquinho" foi a julgamento em Faxinal

Paulo Moreira disse que agiu em legítima defesa e  que se arrependeu do crime. Ele foi condenado a seis anos de reclusão em regime semiaberto 
                             Assista o julgamento                                     
       Em Faxinal, sentou no banco dos réus, neste dia 15 de setembro, de 2021, o Paulo Moreira, mais conhecido como "Paulinho", que, em 2012, foi acusado da morte do Ademir da Silva, de 34 anos, mais conhecido como “Tiquinho”. No dia dos fatos, 05 de agosto, ele foi morto com três golpes de facão, crime que ocorreu na Rua Amazonas, esquina com a Rua Ceará em Borrazópolis. Segundo uma testemunha, o autor desceu de um fusca e atacou Ademir. Em seu depoimento, "Paulinho", disse que agiu em legítima defesa e também na defesa da honra, afirmando que a pessoa morta, começou a mexer com sua esposa, que estava grávida, a importunando e perguntando como estava "o nosso filho", dando a entender que ele era o pai. Também afirmou que  foi tirar satisfação com Ademir e houve uma confusão, momento em que o desafeto o agrediu com uma facãozada, o levando para a UTI. A partir desse episódio, foram várias ameaças, até, que no dia do crime, eles se encontraram no conhecido "Bar do Pantera", onde, novamente, entraram em atrito e foi humilhado e ameaçado. Por fim, o "Tiquinho" saiu dizendo que iria buscar uma arma. Em seu depoimento ao juízo, revelou que é cortador de cana  e estava com o facão, porque pretendia  cortar capim para um animal que possuía e jamais pensava em para matar alguém. Também que saiu para ir até ao Destacamento, dirigindo o seu carro, após brigar no bar, quando  encontrou Ademir, o qual fez menção de estar armado. Temendo que fosse morto naquele instante ou em data futura, desceu do fusca, com o facão, e praticou o crime. Também disse para o juiz,  que está arrependido, mas não teve escolha. Ao final, o réu foi condenado a seis anos de reclusão em regime semiaberto. Vale ressaltar que Paulo já estava em liberdade. Clique aqui para rever matéria do dia do crime. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA