06/09/2021

FAXINAL - Investigação do acidente que matou bebê de três meses

Dr. Ricardo Augusto de Oliveira Mendes, conta em detalhes o que o casal, que estava no veículo, revelou em relação ao acidente 
Ouça a fala do delegado 
 No link de vídeo, ouça entrevista do Delegado Dr. Ricardo Augusto de Oliveira Mendes. Ele falou ao repórter Edi Henrique (Sistema Pinga Fogo), neste dia 06 de setembro, e revelou o que o motorista e a sua acompanhante contaram, em relação ao trágico acidente, que resultou na morte de uma criança recém nascida.  O homem confirmou que o menino estava no colo da passageira, no banco de trás, após ser retirado do bebê conforto, pelo fato de estar chorando muito. Também disse que, ao passar numa lombada, em um dos trevos de acesso a cidade, freou, momento em que o pneu estourou, fazendo com que ficasse sem controle.  Ouça a entrevista e saiba mais.  SOBRE O ACIDENTE - Como noticiamos, um trágico acidente, ocorreu na rodovia PR-272, em Faxinal, no dia 03 setembro, de 2021. A batida envolveu um VW/Jetta, de cor prata,  com placas de Jundiaí, cujo condutor, Adriano Gonchoroski Roveda, 30 anos,  está morando há pouco tempo na zona rural de Ortigueira,  Fazenda Brasileira (Acampamento de Sem Terra), declarou que estava dirigindo, pela via, quando o pneu estourou. O carro rodou na pista e bateu contra uma árvore. Estava, além do motorista,  sua amásia, menor, de  16 anos,  e a filho: Arthur Mota Roveda,  de apenas 03 meses. A criança chegou a ser socorrida para o Hospital, mas não resistiu e entrou em óbito. Após a constatação da tragédia, foi acionada Polícia Civil, investigador Choratto, Delegacia Regional de Faxinal, e o soldado Eli Costa, da Polícia Rodoviária Estadual, Posto de Ubá do Sul, em Lidianópolis, que é responsável pelo trecho, para registrar o boletim e tomar as devidas providências.  INVESTIGAÇÃO - A investigação da Polícia Civil, apontou que a menor era madrasta da criança, sendo que a mãe do bebê, morreu de covid, na UTI. O menino foi retirado, ou seja, foi realizado o parto, enquanto a genitora lutava contra a doença (covid). Já a atual  companheira do condutor, estava no banco de trás, com Arthur no colo, quando o acidente ocorreu.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA