04/11/2021

IVAIPORÃ - Vereadores abrem investigação contra Presidente e houve bate-boca

                        BERIMBALADAS                      
Assista  o vídeo para conferir os momentos mais tensos da sessão. Vereadores  alegam que Gertrudes promoveu aglomeração dentro da Casa de Leis, no seu aniversário. Em nota, a acusada se defendeu
  Em Ivaiporã, a primeira sessão da Câmara Municipal de Vereadores, deste mês de novembro, de 2021, foi marcada por polêmica. O motivo é que o grupo de vereadores, seis edis, que fazem oposição ao prefeito Carlos Gil, alguns deles trabalharam no pleito eleitoral, de 2020, para o atual prefeito, mas romperam com o chefe do poder executivo, decidiu aceitar uma denúncia contra a presidente da Câmara Municipal, principal aliada do gestor. O processo de investigação, em face da vereadora Gertrudes, por conta de uma festa de aniversário, cujo vídeo viralizou, e que foi realizada na Câmara Municipal, no período da pandemia, em que aglomerações estavam proibidas;  foi lido pelo vice-presidente da Câmara, vereador Nando Dorta e aprovado pela maioria. Entres os vereadores, que se pronunciaram, está o Jaffer. Ele disse que, com a investigação aberta, será uma oportunidade para a vereadora provar que é inocente. O momento mais polêmico da sessão, foi no ato do pronunciamento do vereador Vila Real. Ele atacou a presidente, dizendo que ela se diz defensora das mulheres, mas não fiscaliza situações, como os exames solicitados pela saúde no "Outubro Rosa", que estão sendo agendados para o ano que vem; também que não há dinheiro para comprar uma Bomba d`água para o Cruzeirinho, mas há para gastos desnecessários. Vila ergueu o tom de voz e fez outras acusações, momento em que a presidente disse, que no plenário, não havia ninguém surdo e que Vila Real deveria falar com educação. Ela chegou ordenar que seu microfone fosse desligado. Gertrudes Bernardy, se pronunciou na própria sessão, esclarecendo sobre o "Outubro Rosa"; também dizendo que uma denúncia muito parecida com a sua, também foi proposta contra Vila Real e Jaffer, os quais também  participaram de uma festa de aniversário na casa de leis (Aniversário de Vila Real), igual  a sua, mas foi arquivada, sendo que ambos estavam sem máscara. A foto, comprovando esta afirmação, está no topo desta reportagem. "Será que é uma perseguição política? ou será que é porque eu sou mulher?", questionou ela. Disse ainda que vai continuar fazendo seu trabalho, que tem feito jus aos votos e que a população precisa ficar atenta a estas retaliações. Por fim, que está indignada com tais fatos.  Assista tudo no link de vídeo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA