07/11/2021

LIDIANÓPOLIS - Confusão e facada em comércio, violência doméstica e ameaça

FACADAS
- Neste domingo, dia 07 de novembro, 02h21min, Rua Santa Catarina, a Polícia Militar foi acionada com informações que havia acontecido briga em uma festa, a qual estava ocorrendo em um bar, que, no momento da denúncia, apresentava público superior a 250 pessoas, inclusive, com mesas e cadeiras na calçada da rua. Foi pedido apoio da ROTAM, que, ao chegar, vinda de Ivaiporã, grande parte dos clientes, já haviam se dispersado. A briga, que aconteceu, foi envolvendo o público, sendo que um dos indivíduos foi atingido por uma facada, o qual foi retirado por amigos e evadiram-se em um gol branco. O autor, conforme relato de terceiros, foi identificado, como sendo morador da rua Almirante Tamandaré. Diante da situação, e pelo fato da briga ter acontecido no evento, realizado contato com o proprietário. Segundo a ROTAM, ele tratou os soldados com agressividade e, ao ser questionado a respeito do alvará de funcionamento do evento, desacatou dizendo: "eu não devo nada para vocês, seus folgados”. Também tentou usar influência, afirmando que ligaria para o prefeito da cidade. Por fim, ainda recusou-se a identificar-se e, ao ser dada voz de prisão, correu para dentro, virando as costas, momento em que foi alcançado e detido. O comerciante ainda resistiu dizendo as seguintes palavras: "vocês não podem me prender, quem manda aqui dentro sou eu”. Após a resistência oferecida pelo homem, outras pessoas também tentaram intervir, mas foi em vão. Ao final, o dono do comércio foi levado para a delegacia de Ivaiporã. Nomes não foram informados a imprensa. Segundo populares, o fato teria ocorrido  o Bar do Renatinho, mas não conseguimos confirmar oficialmente. Após o ocorrido, alguns vídeos foram postadas nas redes sociais, por frequentadores do comércio criticando a ação da polícia e falando em abuso de autoridade. O dono do comércio, negou qualquer irregularidade. VIOLÊNCIA - No sábado, dia 06 de novembro, de 2021, 14 horas, na Rua Curitiba, uma senhora informou, que seu amásio começou a maltrata-la e a agrediu. A mãe da solicitante foi até a casa da filha, momento em que o genro começou a xinga-la e também chegou a agredi-la, causando um ferimento em seu braço esquerdo. Diante da denúncia, a Polícia Militar foi ao local e, ao chegar, notou que o braço de uma das vítimas estava sangrando. A esposa afirmou que o marido, pegou algumas roupas e saiu em uma motocicleta Honda Bros. A equipe fez buscas pelas proximidades, porém não obteve êxito em localizar o agressor. AMEAÇA - No dia 06 de novembro, às 14h30min, na zona rural, cujo nome do sítio não foi informado, houve uma confusão entre irmãos. Ao chegar ao local, a irmã disse que seu irmão ficou agressivo e gritou com ela, em tom de ameaça. Temendo que fosse agredida, acionou a PM, mas que não houve agressão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA