12/11/2021

MANOEL RIBAS - Acusada de agredir adolescente foi presa com ordem judicial

A agressão a menor, foi filmada e o vídeo viralizou na cidade, gerando revolta da comunidade. Sílvia falou a nossa reportagem tentando justificar o  fato   
Em Manoel Ribas, uma mulher de nome Silvia de Fátima, que já usava tornozeleira, por conta de uma acusação de tráfico de drogas, foi presa, no dia 11 de novembro, acusada de ser uma das agressoras de uma menor, de 13 anos. Ela aparece em um vídeo, que viralizou na cidade, onde, juntamente com uma outra mulher, que seria sua prima, promoveram várias agressões contra a adolescente. Além do vídeo, imagens da menor ensanguentada, repercutiram e geraram revolta. Por telefone, antes de ser presa neste dia 11 de novembro, Sílvia falou com o repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau". Ela disse que, realmente, perdeu a cabeça, mas que as agressões foram apenas com chinelo. Justificou também que só cometeu tal ato, por conta de provocações por parte da vítima, que teria trabalhado para ela, como babá, e estava cobrando por algo que ela não devia. Ainda acusou a menor de ter agredido uma familiar sua e enviado fotos nuas para o marido dela. "Nem a família aguenta ela, a própria avó dela pediu que eu desse uma surra de chinelos nela, porque ela não sabia mais o que fazer", disse Sílvia. Neste dia 11 de novembro, o mandado judicial, foi baseado no artigo 129 do código penal, lesão corporal, e expedido pela juíza, a meritíssima Dra. Daniana Schneider. A mulher foi encontrada em frente sua residência e em sua posse, ainda havia duas gramas de maconha. SOBRE AGRESSÃO - Conforme divulgamos, no dia 07 de novembro, por volta das 18h30min, a equipe policial militar foi informada, pela polícia civil, que uma adolescente, de 13 anos, havia sido agredida e era atendida no hospital municipal, acompanhada pela sua genitora. Ao chegar a unidade de saúde, a mãe disse que as autoras das lesões, eram duas mulheres, uma, de 24 anos, e a outra, de 25 anos. Pouco depois, as acusadas foram encontradas no Bairro Santa Rita. Indagadas sobre os fatos, afirmaram apenas, que agiram em legítima defesa e que o motivo da desavença, teria sido por motivos pessoais. Também afirmaram que, um vídeo que foi gravado e estaria circulando pelas redes sociais, foi feito por uma amiga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA