14/01/2022

ARAPUÃ - Duas ocorrências: Embriaguez ao Volante e Perturbação de Sossego

EMBRIAGUEZ
- Neste dia 14 de janeiro, 01h50min, na Rua José dos Santos, a equipe PM, em patrulhamento pela Rua Presidente Café Filho, visualizou um VW/Gol de cor preta, que o condutor, ao perceber a presença da viatura, arrancou, bruscamente, em frente ao numeral 781. Foi dada voz de abordagem com sinais sonoros e luminosos, sendo desobedecido pelo motorista, que entrou no bairro Príncipe da Paz em alta velocidade. O acompanhamento continuou pela rua Alcindo Branco, e, no cruzamento com a Rua Antônio Salvador, novamente fez arrancada brusca, evadindo-se por toda a extensão da rua, sentido Vila Rural. Pouco depois, estacionou na Rua José dos Santos, na garagem com a placa traseira tampada com um pano branco, para que a equipe da PM não visualizasse. Como o portão estava aberto, foi feita incursão e visualizado a chave na ignição. O condutor relatou, que estava em sua casa e não iria sair, se trancando em seu quarto. Diante do flagrante, os policiais anunciaram que entraria na casa. O acusado abriu a porta, mas oferecendo resistência. Consta no boletim, que o morador, com a primeira inicial do nome, com a letra N., estava com sintomas de embriaguez, mas não quis fazer o teste do bafômetro. Ele foi detido e levado para a Delegacia de Polícia de Ivaiporã. Sua defesa negou os fatos narrados no boletim e também que estivesse embriagado. PERTURBAÇÃO - Ainda, em Arapuã, no dia 13 de janeiro, 23h20min, no Sítio Arapuã, que fica, praticamente,  dentro do perímetro urbano, foi denunciado que estava ocorrendo uma festa com algazarras e som, excessivamente, alto. No local, foram visualizadas cerca de 30 pessoas e um Gol com o porta malas aberto, de onde era emitido o som. Ao ser ordenado que baixassem o som, começaram a dizer: “Nós somos proprietários do carro...”; “vocês não podem vir aqui, tem que ir prender ladrão...”; “nós pagamos seus salários, vocês policiais são nossos funcionários...”; “nós não somos bandidos”. Após chegar apoio da ROTAM e RPA - Rádio Patrulha, de Ivaiporã, os soldados voltaram ao local. O dono carro foi cientificado que o aparelho de som iria ser apreendido, sendo que este relatou, que durante o tumultuo, alguém já teria tirado o som e escondido, sobrando apenas os 3 módulos. Desta forma, foi solicitado para que apresentassem os equipamentos sonoros, o que ocorreu, após alguns minutos. Ao final, o som foi apreendido e o proprietário levado ao Destacamento, para confecção de um termo circunstanciado. Até a publicação desta reportagem, não conseguimos contato com o acusado, até porque, seu nome não foi informado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA