Páginas




 


16/02/2022

APUCARANA - Rolândia conhece programa de qualificação profissional de Apucarana

A dinâmica operacional e administrativa que rege o Centro de Qualificação Total da Prefeitura de Apucarana atraiu o interesse da Prefeitura de Rolândia. Para colher mais detalhes do programa, que vem sendo referenciado pelo Senai Paraná a outros municípios, estiveram nesta terça-feira (15/02) na Secretaria da Indústria, Comércio e Emprego, o vice-prefeito Márcio Vinícius Gonçalves e o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico de Rolândia, Horácio Negrão. Acompanhados do gerente da regional Norte do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Paraná (Senai Paraná), Victor André da Cunha, eles foram recepcionados pelo secretário Edison Peres Estrope que, ao lado de membros da equipe técnica, repassou todos os detalhes do trabalho. “É sempre gratificante poder compartilhar o que estamos fazendo. Isso é sinal de que estamos no caminho certo. A qualificação profissional é uma ação onde todos ganham: o empresário, o trabalhador e o município”, assinalou Estrope, destacando a liderança do prefeito Júnior da Femac. “Em Apucarana temos um gestor que olha para o futuro, um prefeito que ouve atentamente o setor produtivo. Deste diálogo é que são definidos os cursos que desenvolvemos e também os que são contratados, através do Programa Portas Abertas, junto ao Sistema S e que disponibilizamos gratuitamente à população. Somente ao longo do último ano, mais de R$1 milhão foram investidos pela administração municipal no setor de qualificação da população”, explicou Estrope. O gerente regional Norte do Senai Paraná, Victor Cunha, atestou o trabalho desenvolvido em Apucarana. “Temos sido parceiros da prefeitura neste processo de cursos profissionalizantes e, por onde tenho a oportunidade de falar, indico o trabalho de “qualificação total” desenvolvido aqui”, reconheceu Cunha. Ao agradecer a acolhida no município, o vice-prefeito de Rolândia, Márcio Vinícius Gonçalves, também parabenizou Apucarana. “Tudo que é positivo merece ser compartilhado. Através do Senai Paraná soubemos que Apucarana tem desenvolvido um programa de qualificação profissional que já está consolidado e por isso viemos saber mais para poder replicar dentro da realidade de Rolândia, que tem um perfil mais para os setores agroindustrial, alimentício e um pouco de metal-mecânica ”, disse Gonçalves. Ao final da reunião, os gestores sinalizaram interesse de voltar a Apucarana para uma nova visita técnica junto ao Centro de Qualificação Total e também para conhecer outras iniciativas bem sucedidas desenvolvidas em Apucarana no campo do desenvolvimento econômico, como o Programa Brasil Mais, também desenvolvido junto ao Senai Paraná. Presenças – Também participaram do encontro o secretário Municipal de Comunicação Social de Apucarana, Maurício Borges, o diretor do Centro de Qualificação Total, Miguel Luiz Vilas Boas, o superintendente da Indústria, Comércio e Emprego de Apucarana, Adan Lenharo e, pelo Senai Paraná, o gerente comercial Herbert Araújo e a analista comercial do Senai Apucarana, Daniele Cristina Araújo. Leia mais no link abaixo:  PROGRAMA PORTAS ABERTAS A prefeitura de Apucarana desenvolve o Programa Portas Abertas, de oferta de cursos profissionalizantes que está disponibilizando 1.850 vagas de cursos profissionalizantes entre o segundo semestre de 2021 e primeiro semestre de 2022. São 90 turmas, das quais 60 já realizaram os cursos e as demais concluem no próximo ano. Neste pacote o município investiu, com recursos próprios, mais de R$ 1 milhão nas formações profissionais que foram indicadas pelos empregadores, a partir da necessidade das empresas e sindicatos das categorias. PROGRAMA BRASIL MAIS Dentro do Programa Brasil Mais a prefeitura comprou 250 vagas para as empresas participarem, com 3 representantes de cada uma, totalizando 750 agentes capacitados. Iniciado no segundo semestre deste ano, das 72 empresas que o curso está atendendo, 19 já concluíram a formação com foco na proposta de reduzir no mínimo 20% do custo de produção. O resultado, no entanto, superou as expectativas e as empresas reduziram em média 40% do custo de produção, o dobro da proposta inicial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...