Páginas




 


12/07/2022

Assentamento inaugura Agroindústria de Derivados de Milho Livre de Transgênico

Agroindústria terá capacidade de beneficiamento de 24 toneladas de milho por dia. Empreendimento é coordenado pela Cooperativa da Reforma Agrária
LONDRINA - Na sexta-feira (15 de julho), será inaugurada a agroindústria de derivados de milho livre de transgênicos da Cooperativa Agroindustrial de Produção e Comercialização Conquista (Copacon), localizada no Assentamento Eli Vive I, no distrito de Lerroville, em Londrina (PR). A agroindústria terá capacidade de beneficiamento de 24 toneladas por dia. A expectativa é produzir 1 milhão de toneladas de derivados de milho não transgênicos e agroecológicos por ano. A estrutura atual já garante a comercialização de fubá, farinha de milho biju, canjica amarela e canjiquinha xerém. Os resíduos do milho beneficiado serão transformados em ração para bovinos e suínos. Segundo Fábio Herdt, presidente da Copacon, o objetivo é ampliar a diversidade de produtos nos próximos cinco anos, também com a produção de quirerinha, canjica branca e flocão. "A expectativa é que a gente tenha todos esses produtos, que além de muito gostosos, que sejam agroecológicos, com capacidade de venda e com preço justo e de fácil acesso para toda população”, garante Herdt, que é assentado na comunidade. A conquista da agroindústria chega cinco anos após o início do projeto, e marca mais um passo na estruturação econômica da comunidade, de forma cooperada. Entre as presenças confirmadas na festa de inauguração está o Bispo de Londrina, Dom Geremias Steinmetz. Além da visita às estruturas da agroindústria, haverá um almoço gratuito com cardápio preparado com os produtos beneficiados no local, como polenta com frango e quirerinha (xerém) com carne de porco. A programação também inclui festa julina, apresentação de moda de viola, fogueira, comidas típicas e baile. (confira a programação completa abaixo). As estruturas da agroindústria tiveram investimento de cerca de R$ 5 milhões - a maior parte vindos de recursos próprios e da FINAPOP - Programa de Financiamento Popular da Agricultura Familiar para Produção de Alimentos Saudáveis, e cerca de 600 mil vindos do governo do Estado.
Avanço da produção de alimentos e geração de renda
Criado em 2009, o assentamento Eli Vive é formado por 501 famílias e cerca de 3 mil moradores. É a maior área de Reforma Agrária em região metropolitana do Brasil, com 7.500 hectares. Desde o início da comunidade, as famílias do Assentamento Eli Vive produzem para o auto sustento e para a comercialização. Entre as linhas de produção se destacam: leite, hortaliças, café, panificação, frutíferas e grãos, principalmente milho. Parte dos lotes já conquistaram certificação de produção orgânica e agroecológica, projeto em crescimento na comunidade. A Copacon foi criada pelas famílias assentadas para otimizar a produção e a comercialização dos alimentos. Atualmente, cerca de 360 estão associadas à cooperativa, de 13 municípios diferentes. Além da renda gerada para os produtores (as), mais de 20 trabalhadores (as) todos(as) assentados e filhos de assentados são funcionários da cooperativa. Os números mostram a força produtiva do grupo associado: Na última safra, a cooperativa comercializou 15 mil sacas de milho, 10 mil de soja e 10 mil de feijão preto e carioquinha. Outras 15 toneladas de alimentos são entregues na Central de Abastecimento (Ceasa) toda semana, além da comercialização de 80 mil litros de leite por mês.
Avanço da produção de alimentos e geração de renda
Criado em 2009, o assentamento Eli Vive é formado por 501 famílias e cerca de 3 mil moradores. É a maior área de Reforma Agrária em região metropolitana do Brasil, com 7.500 hectares. Desde o início da comunidade, as famílias do Assentamento Eli Vive produzem para o auto sustento e para a comercialização. Entre as linhas de produção se destacam: leite, hortaliças, café, panificação, frutíferas e grãos, principalmente milho. Parte dos lotes já conquistaram certificação de produção orgânica e agroecológica, projeto em crescimento na comunidade. A Copacon foi criada pelas famílias assentadas para otimizar a produção e a comercialização dos alimentos. Atualmente, cerca de 360 estão associadas à cooperativa, de 13 municípios diferentes. Além da renda gerada para os produtores (as), mais de 20 trabalhadores (as) todos(as) assentados e filhos de assentados são funcionários da cooperativa. Os números mostram a força produtiva do grupo associado: Na última safra, a cooperativa comercializou 15 mil sacas de milho, 10 mil de soja e 10 mil de feijão preto e carioquinha. Outras 15 toneladas de alimentos são entregues na Central de Abastecimento (Ceasa) toda semana, além da comercialização de 80 mil litros de leite por mês.

Programação

9h - Recepção e acolhida

9h30 - Visita à agroindústria

10h - Exposição de alimentos

11h - Ato solene

12h - Almoço

 Após o almoço, moda de viola com Denilson Viola e convidados.

À tarde, festa julina do Colégio estadual Maria Aparecida Rosignol e continuação com baile. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

CARREGANDO MAIS POSTAGENS...