terça-feira, 30 de setembro de 2014

ORTIGUEIRA - "Mega Operação do Grupo Tigre"

PRISÕES - Grupo Tigre, Ministério Público e Policiais Civis de Ortigueira realizaram operação para prender indígenas acusados de crimes
      Na manhã desta  terça-feira, 30 de setembro,  uma operação especial  foi  realizada no município de  Ortigueira, com a participação do Grupo Tigre e até de um helicóptero.  Cerca de 30 homens se juntaram a autoridades locais para cumprir mandados de prisão contra indígenas acusados de cometer crimes, entre eles: Roubos, furtos e homicídios.  Um dos presos e Gilmar, acusado de um assassinato. Em nota o Ministério Público informou que cinco pessoas foram presas, e que a  ação, realizada pela Promotoria de Justiça da Comarca, com apoio de unidades de elite da Polícia Civil do Paraná e da Polícia Rodoviária Federal, teve por objetivo desarticular um grupo responsável por assaltos a veículos que transportavam cargas naquela região. Na operação foram apreendidas também três armas de fogo. Os detidos ainda são acusados de outros crimes: dois tinham preventivas pendentes, por homicídios e três foram autuados por posse ilegal de arma de fogo.  A operação é desdobramento da investigação deflagrada pela Promotoria de Justiça de Ortigueira, que apura o caso envolvendo dois indígenas procurados por participação em um homicídio, que teve como motivação o roubo de uma motocicleta. No decorrer da apuração, que contou com o apoio do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Proteção aos Direitos Humanos – área das Comunidades Indígenas, ficou caracterizado o envolvimento de uma liderança da aldeia, que foi presa antes do início da operação. Após a prisão do líder indígena, os dois homens, que já eram procurados por homicídio, refugiaram-se na mata e organizaram o grupo que realizava os roubos de carga.  Os detidos estão à disposição da Justiça da comarca.   Por volta das 9:30 da manhã, o  delegado Rafael Souza Pinto, disse a Rádio Nova Era  que o trabalho das autoridades  tinha sido concluída com sucesso. Os detidos foram pegos na Reserva de Queimados e no Terminal Ferroviário de Ortigueira.   Mas tarde o Cacique Devanil e o vice Pedro, que foram a delegacia para saber mais detalhes e o porque das prisões.  (Fotos de Daniel Fartura)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA