quarta-feira, 31 de julho de 2019

COMOÇÃO - Casal que morreu na Serra vinha a Borrazópolis

                 TRAGÉDIA E MILAGRE             
 Marido e mulher morreram em tragédia que aconteceu entre Mauá e Ortigueira, no dia 28 de julho, de 2019. Uma criança de 03 anos, sobreviveu por conta da cadeirinha. O destino era Borrazópolis 
           Ndia 28 de julho, de 2019, domingo, sem saber maiores detalhes desta história, o Blog do Berimbau e a Rádio Nova Era, noticiaram que aconteceu um acidente gravíssimo na Rodovia, BR-376, no km 312, entre Mauá da Serra e Ortigueira.  Um Hyundai Tucson, modelo GLS, ano 2009, prata, com placas de São José dos Pinhais, tentou desviar de cavalos na pista, mas além de bater nos animais, foi para a via contrária e atingiu, de frente, um carreta. Esposa: Regina, e marido: Daniel, morreram no local, presos nas ferragens, mas no banco de trás, estava Ana Clara, de apenas três anos, neta do casal, que presa a cadeirinha, sobreviveu, sofrendo apenas uma suspeita de fratura na região do joelho.   Quando os socorristas chegaram, alguns acreditaram em um milagre, principalmente pelas condições em que o veículo ficou; mas para outros, além da graça de Deus, existe algo chamado prudência, que foi o uso do equipamento conhecido como  "Cadeirinha". Enquanto os corpos eram levados para o IML de Ponta Grossa, a pequena Ana, foi transportada pelo SAMU e  para o  Hospital da Providência, em Apucarana, e somente,  seis horas depois, é que as autoridades equipes de saúde, conseguiram contato com  mãe da menina, em Curitiba. Ela contou que os pais: Regina e Daniel, estavam vindo para Borrazópolis, onde reside a genitora de Regina, que é a Conceição A. Araújo, a qual se casou com o senhor Antônio Tavares, mais conhecido como "Nino Tavares", morador da zona rural do município. A mãe da bebê, e filha da vítima fatal, Regina, ligou para Borrazópolis e conseguiu falar com o filho do senhor "Nino", que é o Olacir Tavares e também com sua esposa Ângela. Eles, como anjos da guarda, foram solicitados para saírem de casa e seguir até Apucarana, para ficar com a bebê, até que a mãe conseguisse sair de Curitiba e vir para a região Vale do Ivaí.   "Quando chegamos no hospital, lá estava a Ana Clara, algo que ficará marcado em nossas vidas, porque foi muito emocionante. Horas depois chegou sua mãe, vinda da Capital. Lembro que chegaram os socorristas e eles alertaram sobre a importância da cadeirinha. Inclusive, esse equipamento chegou a quebrar dentro do carro, mas protegeu a vida de uma criança inocente", disse Ângela, ao repórter Ronaldo Alves Senes, o "Berimbau".   Os corpos dos falecidos, foram transladados para Curitiba, onde foram sepultados com grande comoção.   Equipes da Polícia Rodoviária Federal, SAMU  e Rodonorte, atenderam a ocorrência. Outro alerta, é o perigo de animais na pista. Quem mantém pastagens a beira de rodovias, precisa tomar o cuidado de vigiar este locais, uma prudência que pode evitar tragédias, como esta, que aconteceu na Serra do Cadeado. (Matéria - Ronaldo Alves Senes, o Berimbau).     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA