segunda-feira, 28 de outubro de 2019

MARILÂNDIA - Entrevista com o prefeito Aquiles Takeda

Além da entrevista sobre busca de recursos em Curitiba e Brasília, matéria especial sobre construção das casas do Programa Família Paranaense chega à reta final
           Em entrevista a Rádio Nova Era, neste dia 28 de outubro, o prefeito Aquiles Takeda, falou dos milhões que foram assegurados nos últimos três anos. Ele também comentou das cobranças junto aos governos: Estadual e Federal, para que os convênios pendentes sejam pagos e outros novos sejam firmados, para que o município continue desenvolvendo. Licitação da Unidade Central de Saúde, investimento que deve chegar a 600 mil; maior colégio municipal também vai receber investimentos, o local abriga mais de 500 alunos e vai ser reformado; o calçadão receberá revitalização, assim como outras benfeitorias que estão previstas. A prefeitura também conquistou um veículo para o Conselho Tutelar e um ônibus para Terceira Idade. O prefeito também comentou sobre a não realização da festa, em 2018, devido a crise, mas em 2019, haverá o evento, denominado "Festa da Produção". CASAS - Outra informação, é que as unidades já estão 90% concluídas e expectativa é de que até o fim do ano sejam entregues para as famílias selecionadas pelo Governo. Marilândia do Sul é uma das cidades onde o projeto está mais avançado. As obras foram iniciadas em abril deste ano, serão 12 famílias beneficiadas pelo programa, as casas estão em processo de acabamento, pintura e instalações finais. A secretaria de Assistência Social está aguardando a liberação do Governo Estadual para selecionar as famílias e fazer a preparação para a mudança. Família paranaense é um programa criado em 2012 que visa reduzir a pobreza no Estado, as famílias recebem um acompanhamento personalizado por parte da assistência social, e outros órgãos, como Secretaria de Saúde e Educação, que verificam as necessidades de cada caso. O objetivo do programa é o desenvolvimento da população que se encontra em situação de vulnerabilidade ou risco social. As casas são resultado de uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a COHAPAR, foram projetadas no modelo padrão estadual com 32 metros, além do espaço na parte da frente e dos fundos, sendo algumas delas adaptadas para pessoas com necessidades especiais. O loteamento fica próximo ao cemitério e foi uma concessão feita pela Administração. “A escolha das famílias será feita rigorosamente como pede o programa, serão seguidos os critérios de classificação que foram estipulados pelo Governo do Estado. São moradores que já são acompanhados pela rede municipal de Assistência e apresentam situação de risco. Será uma grande conquista para todos. ” Lembrou a Secretária Vanessa Ferreira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA