domingo, 2 de fevereiro de 2020

LUNARDELLI - Mais detalhes do jovem de São Pedro alvejado pela PM

        O Blog do Berimbau já havia informado que um jovem, de nome Carlos, de 18 anos, morador de São Pedro do Ivaí, procurou o Hospital Municipal, de Lunardelli, após sofrer um tiro na altura do braço. Ele alegou inicialmente que era uma arma branca, mas os funcionários acionaram a Polícia Militar, sendo que os policiais já estava em diligência, procurando dois rapazes que haviam parado em atitude suspeita em frente ao Destacamento, instante em que o tiro foi disparado por um dos dois soldados que se encontravam no local. "Os policiais ouviram barulho muito forte de motor de motocicleta em frente ao portão eletrônico do Destacamento, sendo assim ambos os policiais de serviços saíram, momento em que foi possível avistar dois masculinos levantando uma moto Honda de cor Preta, sendo o condutor de calça camuflada e o passageiro segurando um objeto reluzente/cromado idêntico a uma arma de fogo, do tipo revólver. Foi dada voz de abordagem, e, eles, ao tentar empreender fuga, pulando na motocicleta, que por certo momento falhou, o condutor arrancou bruscamente deixando seu parceiro para trás, neste momento o garupa fez menção de levar a arma em direção aos policiais, que temendo por sua vida, um deles efetuou um disparo e procurou abrigo", informou o boletim da Polícia Militar. Buscas foram feitas e pedido reforço, sendo que mais tarde, chegou a informação de uma pessoa que havia dado entrada no Hospital, com calça camuflada, idêntica a do condutor da moto. Na unidade de saúde, o rapaz foi reconhecido. "O jovem negou crimes  e disse que após acelerar a moto, em frente ao Destacamento, com seu, ambos de cidade de São Pedro do Ivaí e que foram a Lunardelli apenas para festar, foi alvejado. Afirmou que seu amigo não estava armado e que o objeto visto, pode ser uma peça de narguilé. Com escolta, o rapaz foi transferido do Hospital de Lunardelli para São Pedro e de São Pedro para Apucarana. O tiro fraturou seu braço, por isso, após ser liberado, foi trazido para São João, onde foi entregue na delegacia para apuração dos fatos", finalizou o boletim da PM. Carlos não. soube dizer onde estava a moto e nem o seu amigo que fugiu. Como já afirmado acima, o jovem alega que tudo não passou de um mal entendido e que jamais houve atentado contra o Destacamento.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA