24/08/2020

CRUZMALTINA - Abaixo-assinado após reprovação do "Meu Campinho"


Câmara de Vereadores de Cruzmaltina é alvo de um "abaixo-assinado" após reprovar projeto do "Meu Campinho". Os mesmos parlamentares já haviam aprovado a obra no passado   
        Em Cruzmaltina, a Câmara Municipal de Vereadores, desaprovou um projeto da prefeitura municipal, já pela  segunda vez, e a cidade está praticamente perdendo recursos de quase 300 mil reais, que são oriundos do Governo do Paraná, para edificação de uma obra, que tem sido sonhada por todas as cidades do Paraná, principalmente, municípios pequenos. Trata-se do "Meu Campinho", projeto este da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, o qual começou a ser implantado à época em que o governador Carlos Massa Ratinho Junior foi secretário SEDU. O programa é inspirado na experiência da Alemanha, que implantou 1,6 mil unidades no País.  Em Faxinal, construindo no atual governo,  o local se transformou em um ponto de encontro e faltam horários para agendar, tamanha é a procura.  Mas em Cruzmaltina, no  dia 20 de agosto, o Blog do Berimbau foi procurado por um grupo de esportistas, que entregou uma abaixo-assinado, pedindo que os vereadores reformem a decisão. "O município havia conquistado o projeto Meu Campinho, pelo que apuramos, já no governo passado, e foi aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores, infelizmente, duas empresas que ganharam para fazer a edificação, abriram falência e a obra teve que ser licitada novamente. Então, não conseguimos entender porque os vereadores aprovaram no passado e agora estão reprovando. Essa atitude  nos faz acreditar que seja politicagem de quem não pensa na comunidade e sim nos seus interesses particulares e politiqueiros", disse o cidadão que portava o abaixo assinado e pediu sua divulgação. A princípio, uma das pessoas que encabeçou foi o professor Leonardo. Nossa reportagem foi até o local, e constatamos que obra começou a ser construída, por uma das empresas que abriu falência, e  fica no espaço reservado para o "Centro de Eventos", inclusive, já está pronta a terraplanagem e  há até uma demarcação  do terreno. A ideia do município é unir, em um mesmo local, uma espécie de complexo esportivo, até porque, já existe: o "Centro de Eventos"; pista de caminhada, quiosques, parquinho, academia,  quadra de vôlei de areia com iluminação e também Campo de Areia, além da pista de Motocross, que foi edificada e deve ficar no local, de forma permanente. Isso além a Estrutura de Rodeio, que é uma projeto a ser concluído. Por telefone, falamos com o presidente da Câmara, Inácio Rios Adami. Ele informou que protocolou o abaixo-assinado, entregue por um professor, Professor Leonardo, e que agora depende dos vereadores a decisão de retomar a discussão.   A princípio, quatro vereadores: Vlaumir, Ivone, Aparecido (Cidão), Roberto Franco, sempre votaram contra, mas eram vencidos, já o vereador "Fernandão", sempre votou a favor, mas como agora estaria fazendo parte da oposição, também passou a votar contra, confirmando as suspeitas do grupo, que fez o abaixo assinado, ou seja, de que está havendo interesses particulares. Nossa reportagem continua acompanhando a polêmica.  (Mais fotos no link abaixo)






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA