26/08/2020

HABITAÇÃO -Casa Verde Amarela vai substituir o Minha Casa Minha Vida

LANÇAMENTO
O governo lançou, no dia 25 de agosto, um programa de financiamento habitacional, que vai substituir o programa Minha Casa Minha Vida. Para famílias do Norte e do Nordeste, as taxas de juros serão mais baixas. O programa foi lançado em uma cerimônia no Palácio do Planalto. A meta é beneficiar mais de 1,5 milhão de famílias no sistema habitacional até 2024. Segundo o governo, o Casa Verde e Amarela aperfeiçoa o atual Minha Casa, Minha Vida, criado em 2009 pelo ex-presidente Lula. Os beneficiários que eram divididos em quatro fases diferentes, passam a ser divididos em três. No grupo 1 estão as famílias com renda mensal de até R$ 2 mil, hoje, no Minha Casa, Minha Vida, a renda total para a primeira faixa é de R$ 1,8 mil. Famílias do Norte e do Nordeste poderão obter financiamento com juros a partir de 4,25% ao ano, uma redução de até meio ponto percentual em relação ao Minha Casa, Minha Vida. As das demais regiões, a partir de 4,5%. Para esse grupo, o programa também prevê regularização fundiária, que é a concessão da escritura para imóveis em situação irregular e reforma de imóvel. O grupo 2 engloba famílias com renda entre R$ 2 mil e R$ 4 mil mensais. Beneficiários do Norte e do Nordeste terão taxas a partir de 4,75% ao ano. Os das demais regiões, a partir de 5%. Para o grupo 3, com renda familiar entre R$ 4 mil e R$ 7 mil ao mês, os juros serão a partir de 7,66% ao ano para todas as regiões. Os grupos 2 e 3 também poderão se beneficiar com regularização fundiária. "Mais de um milhão de famílias no Brasil com essa alteração vão poder participar do sistema habitacional no país. Nós teremos um tratamento diferenciado para as regiões que historicamente têm uma condição menor em relação aos seus índices de desenvolvimento humano, que são o Norte e o Nordeste do Brasil", disse Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, os contratos já existentes do Minha Casa, Minha Vida permanecem com as mesmas taxas de juros e valor das prestações. O governo vai repassar ao programa Casa Verde e Amarela, em 2020, R$ 25 bilhões do FGTS e R$ 500 milhões do fundo de desenvolvimento social, mantido por bancos. (Jornal Nacional)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA