01/10/2020

GOLPES - Borrazópolis, Lunardelli e Cruzmaltina com estelionatos

Borrazópolis aplicaram o golpe do sequestro. Em Lunardelli sacaram o auxílio emergencial de um beneficiário. Já em Cruzmaltina, o golpe foi ligado a venda de um carro 
BORRAZÓPOLIS - Em Borrazópolis, no dia 30 de setembro, de 2020, às 14h35min, uma moradora do Bairro Laranja Doce, procurou a Polícia Militar, relatando que sua filha, de 30 anos, estava sendo vítima de sequestro, e que os supostos sequestradores estavam pedindo a quantia de R$30.000,00, inclusive, colocaram uma moça gritando socorro no telefone e se passando pela pessoa supostamente sequestrada. Há informações que os pais saíram da zona rural e foram até a cidade com o telefone ligado, obedecendo o golpista e achando que o fato era verídico. Quando chegaram no Destacamento, foram esclarecidos. Também foi feito contato com a filha, a qual informou que estava tudo bem. 
LUNARDELLI - Em Lunardelli, no dia 30 de setembro, às 09 horas, na Rua Rio Grande do Sul, uma mulher, relatou que, em 29 de setembro, foi até a Caixa Econômica, de Ivaiporã, a fim de sacar o auxílio emergencial, porém ao tentar realiza-lo, apareceu mensagem de saldo indisponível. Ela solicitou contato com o gerente, o qual informou que havia apenas R$0,78 (setenta e oito centavos), pois em data de 02/09/2020, foi efetuado o pagamento de um boleto, na quantia de R$600,00 (seiscentos reais). A vítima disse que ela não pagou nenhum boleto e que alguém invadiu sua conta. 
CRUZMALTINA - No dia 30 de setembro, às 11h00min, na Rua João Ferreira, o solicitante relatou que estava em contato com uma pessoa, a qual se identificou como gerente da uma revenda de veículo, da cidade de Telêmaco Borba, e também com outro desconhecido, apresentando-se como vendedor da loja. Ele estavam oferecendo um veículo VW/Gol para que o solicitante pudesse comprar,  e, após fechar negócio,  pediram que depositasse o valor de R$ 1.498,00 para  uma  conta   banco Bradesco, sendo que este valor seria referente ao transporte do carro. Porem, após transferir, se deu conta de que havia caído no golpe da venda de veículo, aplicado pelo Facebook. A Pm entrou em contato com a agência Bradesco de Faxinal, para bloquear a transferência, mas os valores já haviam sido sacados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA