17/10/2020

MANOEL RIBAS - Índia foi abusada pelo ex-marido e por homem branco

Crime absurdo foi registrado em Manoel Ribas. Homem abusa sexualmente de indígena e depois a entrega ao ex-marido, que também cometeu estupro
       Em Manoel Ribas, uma situação revoltante, ou seja, abuso sexual de uma índia, foi registrada pela equipe do Cabo Bocon, que comanda o Destacamento local. Consta como endereço, a Rua Sete de Setembro, data de 16 de outubro, de 2020, às 11h30min. A ocorrência começou a ser registrada quando houve solicitação de uma servidora pública, informando que uma mulher indígena, havia dado entrada no Hospital,  vítima de estupro. Foi feito contato com a médica de plantão, Dr. Francielli, a qual confirmou que uma feminina, de 39 anos, das iniciais R. G. F., de 39 anos, foi levada para a unidade, e, ao examina-la, constatou que apresentava sinais de violência sexual e sinais de agressão física. Denúncia de testemunhas e relatos da própria vítima, a Polícia, davam conta de que os agressores seriam: o ex-marido da pessoa abusada sexualmente, um indígena das iniciais D. R. P., e um homem branco, das iniciais A. L. B. Os acusados teriam dopado a mulher, mas ela sofreu as agressões consciente. "A mulher relatou que, às 18 hrs e 30min, recebeu algumas mensagens do homem branco, a convidando para encontrar-se com ele. Ela separada, aceitou o convite para uma conversa, sendo apanhada e levada até o estacionamento do aeroporto, momento em que o meliante ficou agressivo e a obrigou a fazer sexo oral. Depois, realizou uma chamada telefônica para o ex-marido da índia, o qual chegou ao local, minutos depois. Então o branco disse a ele: "Está aqui a mulher, pode levar". Ela foi agarrada pelos cabelos (pelo ex-marido) e colocada a força dentro do carro dele, uma EcoSport branca. Depois a levou até o Pop Motel, na cidade de Pitanga, onde a obrigou tomar um remédio, a agrediu muito, fisicamente, e a estuprou durante toda a noite", informou o boletim da Companhia da Polícia Militar de Pitanga. Quando o dia amanheceu, o próprio ex-marido, a levou para o Hospital, mas quando a viatura se aproximou, ele fugiu a pé, tomando rumo ignorado. A Polícia fez buscas, mas os acusados fugiram, a princípio em um Fiat Pálio prata, com apoio de uma terceira pessoa. Por meio da defesa, os dois acusados estão negando a prática do crime.  (Imagem ilustrativa) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA