11/12/2020

ARAPONGAS - Homem tentou matar mulher, mas morreu em confronto com a PM

    Na cidade de Arapongas, um homem morreu após confronto com a PM,  no dia 10 de dezembro, de 2020, na Rua Ariramba Bronzeado, no Conjunto Habitacional Interlagos. Em nota, a Polícia Militar informou que vizinhos dele acionaram o 190 dizendo que uma mulher encontrava-se amarrada em seu quarto e sendo mantida em cárcere privado, após ser agredida. Também que eles, os vizinhos, conseguiram subir no andar de cima, com uma escada, e resgatá-la, já que a residência encontrava-se trancada e o autor teria saído para buscar uma arma, prometendo matá-la. Ao chegar ao local, foi feito contato com a vítima, uma feminina das iniciais C. S. M., de 33 anos. Ela passou a informar que seu convivente, Ricardo G. S., de 31 anos, que é foragido da justiça, passou a agredi-la dentro de sua residência, aplicando golpe de “mata-leão”, fazendo com que perdesse a consciência. Também que a amordaçou e a amarrou pelos punhos. Depois, pegou dinheiro de sua carteira e o seu carro, um Fiat Brava, a mantendo trancada e dizendo que buscaria a arma para mata-la ou quem tentasse impedir. Antes da vítima terminar o relato, chegaram informações que o carro com o suspeito estava trafegando nas proximidades, momento em que foi pedido apoio para a ROTAM, a qual iniciou busca, até que, na rodovia PR-444, encontrou o Fiat Brava e deu voz de abordagem, mas Ricardo não acatou e evadiu-se, iniciando um acompanhamento tático. Os soldados relatam que o homem percorreu várias ruas, em alta velocidade. Na sequência, ele voltou para a casa, onde a ROTAM chegou em acompanhamento. O suspeito parou o carro, desembarcou de posse de uma arma de fogo e apontando em direção a equipe, contra a qual fez alguns disparos. A ROTAM revidou atingindo  Ricardo, que caiu gravemente ferido. A arma foi retirada de sua mão e o SAMU foi acionado, mas, ao chegar ao local, constatou o óbito. Em seguida, foi acionado o IML - Instituto Médico Legal de Apucarana e a Polícia Civil. Houve a remoção do corpo, apreensão da arma e munições deflagradas. Também foi constatado que realmente Ricardo tinha mandado de prisão em aberto. Os dados acima foram extraídos do boletim registrado pela Polícia Militar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA