10/12/2020

EXCLUSIVO - Paciente de Ivaiporã confirma caso de reinfecção do Covid-19

A 22ª Regional de Saúde informou que, apesar dos dois resultados positivos, há critérios que não permitem afirmar que o paciente sofreu uma reinfecção 
        O Blog do Berimbau e a Rádio Nova Era, tiveram acesso, neste dia 10 de dezembro, de 2020, aos exames que foram realizados por um servidor público, que trabalha para a prefeitura municipal, os quais, a princípio, confirmariam que este paciente é um caso confirmado de reinfecção, algo raro, mais que tem acontecido em alguns países. O marador, de 47 anos, após apresentar sintomas, teve a primeira infecção confirmada, pelo LACEN - Laboratório Central do Paraná, no dia 03 de julho, de 2020. Após ficar curado, ele voltou a apresentar sintomas em outubro. O material foi coletado e, no dia 10 de outubro, de 2020, o Laboratório Central, confirmou que ele estava infectado novamente ou continuava com o vírus. Após a publicação da matéria, a Marcelle Mareze, Chefe da Vigilância em Saúde, da 22ª Regional de Saúde, de Ivaiporã, disse que a cidade não tem nenhum caso confirmado. Disse também que existem alguns critérios para essa confirmação, dentro dos parâmetros do Ministério da Saúde e da SESA - Secretaria Estadual da Saúde, como, por exemplo, prazo de 90 dias, entre a coleta do material. "Algumas situações devem ser amplamente discutidas antes de ser considerada a suspeita de reinfecção pelo vírus SRAS-CoV-2, como: erros na coleta do material para testagem diagnóstica, uso de testes com baixa sensibilidade e especificidade, diferenças na resposta imunológica dos indivíduos ao vírus e uso de medicamentos que podem debilitar o sistema imunológico dos pacientes, fazendo com que uma infecção que aparentemente estivesse curada corresponda à persistência de um mesmo episódio de infecção. 2.6. A reinfecção por cepas homólogas também é uma possibilidade, mas no atual cenário, e em virtude do conhecimento de que o SARS-CoV-2 pode provocar eventualmente infecções por períodos prolongados de alguns meses, faz-se necessário determinar critérios de confirmação, como sequenciamento genômico, para comprovação de que se tratam de infecções em episódios diversos, por cepas virais diferentes", diz trecho do documento. Para ler o protocolo na íntegra, clique aqui. BRASIL - Exatamente neste dia 10 de dezembro, o portal G1, informou que o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de reinfecção por coronavírus do país. A paciente é uma médica de 37 anos que mora em Natal e trabalha também Paraíba. A identificação do caso foi feita pelos governos do Rio Grande do Norte e da Paraíba, que usaram o método da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) por sequenciamento genético, que confirmou que a mulher foi infectada por duas linhagens diferentes do vírus. O caso estava sendo investigado desde o dia 23 de outubro, data em que o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde do RN (CIEVS-RN) recebeu a notificação sobre a suspeita. De acordo com a matéria, há outros cinco casos em investigação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA