20/12/2020

IVAIPORÃ - Foram registrados dois casos de violência doméstica

No primeiro o marido agrediu a mulher no carro após confusão em festa. No segundo, vítima agredida foi embora, mas foi ameaçada de morte para voltar 
        Em Ivaiporã, houve dois casos de violência doméstica. O primeiro às 17 horas, de 19 de dezembro, na Rua Três Maria. A mulher disse que o marido e seu filho estavam em uma confraternização, quando após uma discussão por motivos banais, ela entrou no carro da família e pediu que seu marido a levasse embora. Ele entrou no carro bravo dizendo: "você não vai estragar minha festa na frente do meu patrão... A vontade que tenho é de te matar"; em seguida, desferiu um tapa em se rosto e foi até um posto de combustível, onde parou para beber e disse que, se ela quisesse ir embora, que fosse a pé. A vítima e o filho pegaram um táxi para chegar em casa, onde a vítima acionou a Polícia. O agressor não foi encontrado para dar sua versão. OUTRO CASO - Ainda, em Ivaiporã, no dia 19 de dezembro, às 20h15min, na Rua Apucarana, mulher disse que no dia anterior, teve uma discussão com seu marido por causa de ciúmes e que ele a segurou com força e a ameaçou de morte. Por isso, retirou seus pertences do apartamento onde seu marido alugou e levou para residência onde morava, anteriormente. Pouco depois chegou o marido querendo pegar os filhos. Em meio a briga, revelou a mulher que ele a pegou pelos braços e a atirou na cama. Em seguida a agarrou pelo pescoço dizendo: "não vivo sem você", "se você não for comigo, eu te mato e depois me mato". Com a chegada das PM o acusado foi detido, mas negou os fatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA