23/12/2020

IVAIPORÃ - Homenageados pela Sociedade, mas investigados pelo Comando

Ato de bravura de cinco Bombeiros resultou em homenagens e "Moção de Aplausos" da Câmara Municipal. Mas pelo comando, eles são alvos de inquéritos 
   A Câmara Municipal de Vereadores de Ivaiporã, acolheu o sentimento dos moradores e concedeu, a cinco Bombeiros do 1º Subgrupamento de Ivaiporã, uma "Moção de Aplausos" por ato de bravura pelo fato dos Militares terem evitado uma fuga de presos em massa da cadeia pública de Ivaiporã (Minipresídio). A propositura, foi do vereador Hélio Barros e aprovada por unanimidade, ou seja, por todos os membros do poder legislativo. "Eu fico muito feliz pelos demais colegas terem aprovado, porque o gesto destes Bombeiros é algo importante numa sociedade com tanta falta de dedicação das pessoas, principalmente no serviço público. Eles fizeram mais do que a obrigação, porque poderiam ficar de  braços cruzados, mas impediram a saída de dezenas de preso, que iriam colocar em risco a segurança da sociedade", disse Hélio Barros. Os homenageados foram: 2º Sargento Aécio Baia Lopes e os soldados: Claudinei Cavalcanti Rodrigues; Valdiney Aparecido Mahnic; Cristiano de Carvalho Pereira e Pedro Thanes Messias Bispo. Por conta da pandemia, a sessão solene foi realizada apenas com a presença dos Bombeiros e alguns vereadores. O ponto polêmico da "Moção de Aplausos" e que, enquanto a comunidade absorveu o geste dos agentes públicos como de "Heroico", no comando da Corporação, eles estão sendo tratados como supostos infratores. Recentemente, divulgamos a seguinte matéria: "Bombeiros que evitaram fuga são alvos de inquérito". Nela citamos que a imprensa da região e até portais de notícia, como o G1, divulgaram matérias destacando o ato de bravura de Bombeiros, que estão lotados no 1º Subgrupamento de Ivaiporã. Eles evitaram uma fuga em massa de dezenas de detentos da cadeia pública do município, que naquela data, em 21 de fevereiro, de 2020, estava com cerca de 180 presos, quando a capacidade do local, é de apenas 40. Quando as primeiras informações foram divulgadas, o que imaginávamos ou, as apostas, eram de que o comando local do Corpo de Bombeiros, ou, o comando Estadual, fosse propor uma medalha de honra ao mérito aos soldados, ou, no mínimo, uma nota de homenagem e reconhecimento. Inclusive, nas redes sociais, não faltaram elogios a estes policiais. Mas, com o passar do tempo, recebemos informações, que a repercussão do ato de bravura, para o Comando, parecia não ter sido a mesma, pois, por suposta ordem do comandante, Capitão Vitor Aparecido Mathias da Rocha, foi aberto um "inquérito policial militar", com formulário de apuração dos fatos, que poderia resultar em punição, ou quem sabe, até na exoneração destes militares. O comando não falou com nosso reportagem sobre esta suspeição, mas ainda nos colocamos a disposição. Clique Aqui para rever reportagem sobre a polêmica, inclusive nela, destacamos que o comandante negou, a uma emissora de televisão (Rede de TV), que haja qualquer tipo de perseguição e que, o procedimento foi instaurado por conta do fato de um dos soldados ter utilizado sua arma particular, o que natural nesse tipo de situação. Ainda que o processo consistia em fase meramente inquisitorial para apurar a notícia crime, mas que já houve o encaminhamento de suas conclusões para a Corregedoria do comando da Polícia Militar do Paraná, que fará uma análise das medidas que sejam necessárias. A princípio, o comando tem deixado claro que o procedimento é normal e natural mestes casos.  Polêmicas a parte,  queremos com esta nota, apenas ressaltar o grande trabalho dos agentes citados, assim como de todo o Subgrupamento, pelo trabalho prestado a Ivaiporã e região. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA