14/12/2020

IVAIPORÃ -Centenas de pessoas participaram do protesto, após morte de família

                     Imagem de parte do manifesto                  
      Ouça  o convite feito antes do protesto 
Inicialmente publicamos áudio, gravado por Ana Cláudia, que repercutiu nas redes sociais. Ela convocou amigos e familiares para participar de um protesto, neste dia 14 de dezembro, de 2020, às 16 horas, em frente a Delegacia de Polícia, reivindicando justiça para o caso do seu primo, Lucas Bueno, a esposa e a filha, que morreram vítimas de uma tragédia, ocorrida em Ivaiporã, no dia 13 de dezembro, de 2020. "Ficamos sabendo que o motorista da caminhonete, envolvido no acidente, pode usar sua influência para sair da cadeia. Queremos que ele pague pelas consequências, porque perdemos pessoas muito queridas e estamos revoltados com tudo isso", disse Ana Cláudia, que ligou para o repórter Ronaldo Senes, o "Berimbau". A convocação que ela fez foi atendida e centenas de pessoas participaram, além de uma grande fila de carros que se formou. Na frente da delegacia, gritavam "Justiça",  "Assassino" e outras palavras de ordem. De mãos dadas, os participantes também fizeram orações. O grande número de pessoas  no manifesto, revela a revolta da comunidade com a tragédia, que, na visão da família, poderia ser evitada.  Clique Aqui para rever matéria do acidente. Por telefone, o Delegado Dr. Aldair, disse que o motorista continua preso e o caso é, por ora, tratado como Homicídio Doloso qualificado pela impossibilidade de defesa da vítima; dolo eventual. Faleceram: Lucas Bueno, que era açougueiro, a esposa, Jaqueline Toledo Vieira, funcionária da Casa de Vivência, e a filha do casal, Heloísa. A batida envolveu um Fiat Uno, dirigido pela vítima e uma S-10 conduzida por um empresário, que foi preso acusado de embriaguez ao volante.   Há também a postagem  do Facebook de uma jovem, dizendo que seu pai morreu atropelado pelo mesmo motorista envolvido neste acidente. Não foi possível atestar a veracidade desta informação, já que este segundo fato teria ocorrido há mais de 20 anos.  Até a publicação desta nota, não conseguimos contato com o advogado e nem com representantes do motorista da S-10.  Para a Polícia Militar, ele negou algumas das imprudências a  ele imputadas.  





2 comentários:

  1. Pq que não foi divulgado o nome do condutor da camionete que dizimou uma família em Ivaiporã PR

    ResponderExcluir
  2. Esse Sene não responde nada. Nunca responde aqui....

    ResponderExcluir

LEIA ANTES DE COMENTAR!
- Os comentários são moderados.
- Só comente se for relacionado ao conteúdo do artigo acima.
- Comentários anônimos serão excluidos.
- Não coloque links de outros artigos ou sites.
- Os comentários não são de responsabilidade do autor da página.

Para sugestões, use o formulário de contato.
Obrigado pela compreensão.

ROLAGEM INFINITA